Febre amarela: mil aguardam na fila por vacina em Buenos Aires

Capital argentina oferece doses gratuitas em seis hospitais. Procura por imunizante cresceu diante de recomendação da OMS. Veja fotos

Argentinos formam fila para tomar vacina em hospital no bairro de La Boca, em Buenos Aires

Argentinos formam fila para tomar vacina em hospital no bairro de La Boca, em Buenos Aires

Reprodução/Twitter/20.01.2018

Engana-se quem pensa que só os brasileiros têm enfrentado horas em filas para se vacinar contra a febre amarela. Em Buenos Aires, capital argentina, pelo menos mil pessoas se aglomeravam em frente ao hospital público Posadas, na zona oeste da cidade, para tomar a dose do imunizante na manhã deste sábado (20). As informações são do jornal Clarín.

Segundo a publicação, a demanda pela vacina disparou assim que a OMS (Organização Mundial da Saúde) alertou para o risco de surto no País e passou a recomendar a imunização para todas as pessoas com viagem marcada para os estados do Rio de Janeiro, Bahia, Espírito Santo e São Paulo, além das Cataratas do Iguaçu.

Seis centros de saúde oferecem a vacina contra febre amarela de forma gratuita na capital argentina entre os meses de janeiro e fevereiro. Nos locais, as autoridades responsáveis distribuem senhas de acordo com as doses disponíveis do imunizante para cada dia. De acordo com o Clarín, o tempo de espera em alguns casos chegou a três horas. Em instituições particulares da capital argentina, a vacina é aplicada por aproximadamente 834 pesos argentinos (aproximadamente R$ 140). O jornal destaca, entretanto, que algumas das clínicas já não contam mais com estoques do medicamento.

Fotos publicadas no Twitter revelam as longas filas formada pelos argentinos para tomar a vacina. Os posts destacam a demora enfrentada pelos pacientes para receber o imunizante.