Internacional Fernández diz que 'não sabe' se pode encontrar Bolsonaro em março

Fernández diz que 'não sabe' se pode encontrar Bolsonaro em março

Encontro entre os dois presidentes no Uruguai em 1º de março foi anunciado na quarta (12) por chanceler argentino em visita ao Brasil

relações brasil argentina

Fernández ainda não se encontrou com Bolsonaro

Fernández ainda não se encontrou com Bolsonaro

Mariana Greif/Reuters - 14.11.2019

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, colocou em dúvida a data do encontro entre ele e o presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, anunciada na quarta-feira (12) pelos chanceleres dos dois países durante reunião em Brasília. Em entrevista a uma rádio argentina, Fernádez disse não saber se poderá ir "porque nesse dia começam as sessões ordinárias do Congresso".

O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Felipe Solá, havia dito à imprensa que Fernández e Bolsonaro poderiam ter uma reunião em 1º de março no Uruguai, por ocasião da posse do novo presidente daquele país, Luis Lacalle Pou.

Ele esteve em Brasília, visitou o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo, e o próprio presidente Bolsonaro.

Apesar da dúvida sobre a data do encontro, Fernádez mostrou-se cordial e aberto à ideia. "Tenho muita confiança que, se não puder nesse dia, vou sugerir encontrá-lo no dia seguinte", disse o presidente argentino.

Relações estremecidas

A relação entre os dois mandatários é tensa desde as eleições na Argentina. Na época, Bolsonaro criticou Fernández, dizendo que investidores tirariam seu dinheiro do país caso ele fosse eleito. Depois da eleição, afirmou que o Brasil estava "se preparando para o pior" com o novo governo argentino.

Bolsonaro não foi à posse de Fernández. O vice, general Hamilton Mourão, foi quem representou o Brasil na ocasião, depois de várias negativas sobre a presença de um membro do governo na cerimônia.

Na quarta, Bolsonaro