Protestos contra o racismo

Internacional Filadélfia impõe toque de recolher para acalmar protestos violentos




Filadélfia impõe toque de recolher para acalmar protestos violentos




A polícia da região fez 172 prisões e 53 policiais ficaram feridos em duas noites de protestos com vários saques de lojas e outros negócios

  • Internacional | Do R7, com Reuters

A polícia da Filadélfia fez 172 prisões e 53 policiais ficaram feridos

A polícia da Filadélfia fez 172 prisões e 53 policiais ficaram feridos

Yuki Iwamura/ Reuters/ 28.10.2020

A Filadélfia impôs um toque de recolher em toda a cidade a partir de quarta-feira (28) às 21h, horário local, para tentar evitar uma terceira noite de saques e violência, em meio a protestos generalizados pelo assassinato Walter Wallace Jr.,  homem negro morto pela polícia.

O toque de recolher vai durar até as 6h da quinta-feira, de acordo com o prefeito da Filadélfia Jim Kenney e outras autoridades.

Leia mais: Governador da Pensilvânia envia guarda nacional para Filadélfia

A tensão tomou conta das ruas da Filadélfia desde que na segunda-feira a polícia atirou em Walter Wallace, de 27 anos, que estava armado com uma faca e que segundo seus parentes foi vítima de um colapso mental.

A polícia da Filadélfia fez 172 prisões e 53 policiais ficaram feridos em duas noites de protestos com vários saques de lojas e outros negócios, alguns dos quais ainda estavam se recuperando dos distúrbios de verão.

Autoridades da cidade disseram que cerca de 1.000 pessoas estiveram envolvidas no saque em uma esquina da cidade na terça à noite, pegando a polícia desprevenida.

"Esses indivíduos não estão fazendo nada além de desperdiçar nossos preciosos recursos", disse a comissária de polícia da Filadélfia, Danielle Outlaw, em uma entrevista, lamentando o que ela descreveu como "ilegalidade generalizada" na maior cidade da Pensilvânia.

Os distúrbios fizeram da Filadélfia o mais recente hot spot nos Estados Unidos em questões de raça e uso da força pela polícia poucos dias antes da eleição presidencial de terça-feira.

O presidente Donald Trump criticou os estragos causados pelos protestos e disse que eles "precisam ser impedidos". Segundo o presidente, a Guarda Nacional está à disposição para conter a manifestações violentas. 

Últimas