Estados Unidos

Internacional 'Fizemos história', diz chefe do Talibã após saída das tropas

'Fizemos história', diz chefe do Talibã após saída das tropas

Últimos soldados e funcionários diplomáticos dos EUA deixaram o Afeganistão um dia antes do fim do prazo com o grupo extremista

AFP
Tiros comemorativos foram ouvidos em Cabul, capital do país

Tiros comemorativos foram ouvidos em Cabul, capital do país

AFPTV / AFP / Muhammad Daud - 30.08.2021

"Fizemos história", comemorou o líder do Talibã, Anas Haqqani, em seu perfil no Twitter nesta terça-feira (30), após o anúncio dos Estados Unidos da retirada de seus últimos soldados do país, após 20 anos de guerra.

Os últimos aviões militares dos EUA deixaram o Afeganistão com tropas e funcionários diplomáticos nesta segunda-feira (30), a um dia de acabar o prazo acordado com o Talibã.

"A ocupação de vinte anos do Afeganistão pelos Estados Unidos e pela Otan terminou esta noite", completou.

Haqqani disse que, depois de 20 anos de jihad, sacrifícios e dificuldades, está "muito feliz por ter a satisfação de ver esses momentos históricos". "Vamos agradecer a Allah" por isso, acrescentou.

"Todas as tropas americanas deixaram o Afeganistão, estamos muito felizes. Dá para ouvir os tiros comemorativos", parabenizou outro porta-voz do Taleban, Bilal Karimi, que falou à AFP por telefone.

Leia também: Conheça o Talibã, grupo radical que está no controle do Afeganistão

O som de armas leves e tiros de metralhadoras pesadas foi ouvido à noite, 45 minutos após o primeiro anúncio americano.

Em outro tweet, Haqqani pediu a seus combatentes que não disparassem mais tiros para o ar para evitar que a munição caísse no chão e ferisse as pessoas.

Últimas