Internacional Foguetes atingem área próxima à Embaixada dos EUA em Bagdá

Foguetes atingem área próxima à Embaixada dos EUA em Bagdá

Explosões ocorreram na zona verde que abriga prédios do governo dos EUA. Não há vítimas

  • Internacional | Ana Clara Arantes, do R7

Pessoas protestam em Nova York contra ataques ao Iraque neste sábado

Pessoas protestam em Nova York contra ataques ao Iraque neste sábado

Reuters/Eduardo Munoz

Três foguetes Katyusha caíram perto da Embaixada dos Estados Unidos, neste sábado (4), em Bagdá. A queda ocorreu na zona verde, local que abriga prédios do governo. O acidente não fez nenhuma vítima. 

Além disso, de acordo com a Agência Efe, um oficial da Polícia de Saladino informou que outros dois foguetes caíram na base de Al Balad e atingiram um depósito de armas do Exército do Iraque. Poucos danos foram causados.

A queda ocorre em um momento de tensão após um ataque dos EUA ao Irã que matou o general iraniano Qasem Soleimani, líder da Guarda Revolucionária do Irã. De acordo com o Pentágono, a ordem veio do presidente dos EUA. Ontem (3), Trump afirmou que o objetivo do ataque é parar uma guerra.

O governo americano afirma que milícias comandadas por Soleimani são responsáveis pela morte de centenas de soldados americanos no Iraque. Além disso, a invasão à embaixada americana em Bagdá na última terça-feira (31) e o atentado contra uma base militar dos EUA no Iraque também foram planejadas por estas milícias.

Qasem Soleimani, 62 anos, foi o comandante militar mais importante de Teerã, capital do Irã. Ele comandava a força Al-Quds dos Guardiões da Revolução e era muito respeitado pelos cidadãos iranianos.

Katyusha

Katyusha foi um lançador de foguetes desenvolvido durante a Segunda Guerra Mundial e apelidado assim pelas tropas alemãs. O nome oficial do lançador de foguetes era BM-13.

Últimas