Foguetes atingem área próxima à Embaixada dos EUA em Bagdá

Explosões ocorreram na zona verde que abriga prédios do governo dos EUA. Não há vítimas

Foguete cai perto de Embaixada

Pessoas protestam em Nova York contra ataques ao Iraque neste sábado

Pessoas protestam em Nova York contra ataques ao Iraque neste sábado

Reuters/Eduardo Munoz

Três foguetes Katyusha caíram perto da Embaixada dos Estados Unidos, neste sábado (4), em Bagdá. A queda ocorreu na zona verde, local que abriga prédios do governo. O acidente não fez nenhuma vítima. 

Além disso, de acordo com a Agência Efe, um oficial da Polícia de Saladino informou que outros dois foguetes caíram na base de Al Balad e atingiram um depósito de armas do Exército do Iraque. Poucos danos foram causados.

A queda ocorre em um momento de tensão após um ataque dos EUA ao Irã que matou o general iraniano Qasem Soleimani, líder da Guarda Revolucionária do Irã. De acordo com o Pentágono, a ordem veio do presidente dos EUA. Ontem (3), Trump afirmou que o objetivo do ataque é parar uma guerra.

O governo americano afirma que milícias comandadas por Soleimani são responsáveis pela morte de centenas de soldados americanos no Iraque. Além disso, a invasão à embaixada americana em Bagdá na última terça-feira (31) e o atentado contra uma base militar dos EUA no Iraque também foram planejadas por estas milícias.

Qasem Soleimani, 62 anos, foi o comandante militar mais importante de Teerã, capital do Irã. Ele comandava a força Al-Quds dos Guardiões da Revolução e era muito respeitado pelos cidadãos iranianos.

Katyusha

Katyusha foi um lançador de foguetes desenvolvido durante a Segunda Guerra Mundial e apelidado assim pelas tropas alemãs. O nome oficial do lançador de foguetes era BM-13.