Foguetes atingem bases aéreas dos EUA no Iraque

Pelo menos doze foguetes atingiram a base de Ain Al-Asad, no oeste do país, e outra em Erbil, capital do Curdistão iraquiano, no norte

Imagem de satélite mostra a base de Ain Al-Assad, no Iraque

Imagem de satélite mostra a base de Ain Al-Assad, no Iraque

Reprodução Google Maps

Duas bases aéreas dos EUA no Iraque foram atacadas na noite desta terça-feira (7), madrugada de quarta no horário local, por foguetes, disparados pela Guarda Revolucionária do Irã em retaliação à morte do general Qassem Soleimani na semana passada.

De acordo com relatos publicados nas redes sociais e informações da CNN, pelo menos 12 foguetes iranianos teriam sido usados no ataque contra a base de Ain Al-Asad, que fica a cerca de 200 km a oeste da capital do Iraque, Bagdá, e outra que fica em Erbil, capital da província do Curdistão, no norte do país.

Não há relatos de danos ou feridos na base aérea até o momento.

O vídeo abaixo, gravado por moradores próximos da base de Ain Al-Asad, mostra o impacto dos foguetes.

Após o ataque, a Guarda Revolucionária publicou um comunicado alertando os EUA e seus aliados contra possíveis retaliações.

"Alertamos todos os aliados dos americanos, que cederam suas bases às forças militares terroristas (dos EUA), que qualquer território que é o ponto de origem de atos agressivos contra o Irã serã atingidos", disse a nota transmitida pela agência de notícias estatal do Irã IRNA.

Restos de um dos mísseis que atingiram a base de Erbil, no Iraque

Restos de um dos mísseis que atingiram a base de Erbil, no Iraque

Reprodução