Internacional Fortes chuvas deixam ao menos 13 mortos no leste da Bolívia

Fortes chuvas deixam ao menos 13 mortos no leste da Bolívia

Segundo o governo, pelo menos 1.000 famílias também ficaram desabrigadas em consequência do mau tempo

AFP
Chuvas castigam o departamento de Santa Cruz, no leste boliviano

Chuvas castigam o departamento de Santa Cruz, no leste boliviano

Reprodução / Twitter

As intensas chuvas que atingem a maior parte da Bolívia deixaram, até o momento, mais de 13 mortos e 1.000 famílias desabrigadas, segundo números oficiais publicados neste domingo (26).

"Há mais de 1.000 famílias desalojadas, temos um boletim com 13 pessoas mortas e mais de 3 mil hectares de áreas afetadas", declarou o vice-ministro da Defesa Civil, Juan Carlos Calvimontes, a uma rede de emissoras estatais.

Calvimontes detalhou que a situação no departamento de Santa Cruz, no leste do país, é "muito crítica" por causa das cheias nos rios Ichilo, Grande e Piraí, que inundaram zonas povoadas e áreas usadas para a agricultura.

Em quatro localidades no município de San Julián, as autoridades estão com dificuldade para localizar 32 pessoas que não conseguem se comunicar e que serão resgatadas nas próximas horas em uma operação aérea, acrescentou o vice-ministro.

Os serviços meteorológicos alertaram para chuvas intensas nos departamentos do sul do país, como Potosí, Chuquisaca e Tarija, e as redes de televisão mostraram inundações nas cidades de La Paz e Cochabamba.

Algumas estradas do país foram parcialmente fechadas devido a deslizamentos. A época das chuvas na Bolívia normalmente ocorre de novembro a março.

Últimas