Fortes chuvas no Sudão já deixaram 10 mortos e destruíram 3 mil casas

No verão passado, as chuvas que afetaram o país deixaram 78 mortos e 89 feridos, além de mais de 65 mil desabrigados ou desalojados

No verão passado as chuvas deixaram 78 mortos e milhares de desabrigados

No verão passado as chuvas deixaram 78 mortos e milhares de desabrigados

China Central Television (CCTV)/ Sudan National Broadcasting Corporation

As fortes chuvas que vêm atingindo o Sudão desde o fim de julho já deixaram dez mortos e mais de 3 mil casas parcial ou totalmente destruídas, segundo informou nesta quarta-feira a Defesa Civil do país.

Além disso, 29 centros hospitalares e educativos também sofreram danos durante o período, assim como diversos estabelecimentos comerciais. Houve perda também para os donos de rebanhos na região leste do território.

Veja também: Confrontos tribais em Darfur deixam ao menos 15 mortos

Nesta semana, as autoridades divulgaram que uma pequena represa localizada na Butt, no Nilo Azul, foi destruída por causa do aumento do nível da água. O incidente está sendo investigado, segundo informações oficiais.

O chefe do Conselho Soberano, junta criada para governar o país, Abdelfatah al Burhan colocou o Exército à disposição da agência de Defesa Civil, para atuar no combate aos efeitos dos temporais, que devem durar até o meio desse mês.

No verão passado, as chuvas que afetaram o país deixaram 78 mortos e 89 feridos, além de mais de 65 mil desabrigados ou desalojados, segundo dados da comissão governamental de ajuda humanitária do Sudão.