Novo Coronavírus

Internacional França condecora cidadãos envolvidos na luta contra covid-19

França condecora cidadãos envolvidos na luta contra covid-19

Das 3.884 pessoas homenageadas, 63% foram condecoradas pela luta contra a pandemia, algumas com homenagem póstuma

Condecorações foram pedido de Macron

Condecorações foram pedido de Macron

Olivier Hoslet/Reuters - 11.12.2020

A França condecorou nesta sexta-feira com a Legião de Honra e a Ordem Nacional do Mérito, as mais altas distinções francesas, aos cidadãos empenhados na luta contra a covid-19, a pedido do presidente, Emmanuel Macron.

A Grande Chancelaria da Legião de Honra detalhou neste 1º de janeiro em comunicado que das 3.884 pessoas homenageadas hoje, 63% foram condecoradas por seu compromisso na luta contra o vírus.

Além disso, a instituição vai reativar a Medalha de Compromisso contra as epidemias, criada em 1885, para completar a lista de atributos nacionais.

Especificamente, 1.229 receberam a Legião de Honra, quarenta deles postumamente "falecidos no cumprimento do dever", após terem perdido a vida em decorrência do vírus.

Entre os premiados por seus trabalhos contra o vírus estão membros do pessoal de saúde "de todos os níveis hierárquicos", médicos, cientistas, empresários que modificaram a atividade de sua empresa para contribuir com a produção de material médico ou pessoas que incitaram a arrecadação de fundos, entre outros.

“Alguns vencedores das novas promoções são conhecidos do grande público, mas a maioria trabalha nas sombras”, afirma a instituição em nota.

Também detalha que 18 exceções foram feitas para conceder a medalha a pessoas que, por não terem trabalhado os 20 anos necessários para obter a Legião, inicialmente não atenderam aos requisitos, mas foram concedidas por "serviços excepcionais".

Fundada por Napoleão Bonaparte em 1802, a Legião de Honra é a mais alta distinção nacional e tem 92 mil membros, enquanto a Ordem do Mérito Nacional, a segunda em importância, compreende 185 mil membros, reconhecidos por seus trabalhos em funções públicas e civis, militar ou privado.

Últimas