Coronavírus

Internacional França lança certificado sanitário para vacinados no exterior

França lança certificado sanitário para vacinados no exterior

Cidadãos precisam apresentar comprovantes de vacinação, de residência e documento de identidade para receber o QR Code

AFP
Cidadãos franceses vacinados no exterior podem ter acesso a certificado sanitário especial

Cidadãos franceses vacinados no exterior podem ter acesso a certificado sanitário especial

REUTERS/Sarah Meyssonnier

A França lançou, nesta segunda-feira (2), um certificado sanitário especial para seus cidadãos  vacinados no exterior, com vacinas reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), para facilitar entrada dessas pessoas na União Europeia.

"De acordo com a decisão do presidente da República, com o ministro da Europa e Relações Exteriores, lançamos um mecanismo específico para dar uma solução aos cidadãos franceses que vivem fora da França", disse o secretário de Estado de Turismo e franceses no exterior, Jean-Baptiste Lemoyne, em nota.

Este mecanismo "permitirá aos franceses que vivem no exterior e que tenham tomado uma das vacinas reconhecidas pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) ou suas equivalentes a obterem um certificado sanitário válido no território francês e no espaço europeu", acrescenta a nota.

Para receber um QR code, os interessados deverão enviar um comprovante de vacinação por e-mail, junto a um documento de identidade e um comprovante de residência no exterior, diz o ministério.

Este novo dispositivo diz respeito aos franceses que tenham se vacinado em outros países, exceto os Estados-membros da União Europeia, Andorra, Islândia, Liechtenstein, Mônaco, Noruega, Reino Unido e Suíça, já que esses países permitem obter o certificado digital covid da UE, que é aceito na França.

Inicialmente, o mecanismo estará reservado "às pessoas já presentes" no territorio francês ou na UE, ou "que cheguem até 31 de agosto". "As solicitações de chegada depois desta data serão consideradas em uma data posterior", diz a nota.

Últimas