Rússia x Ucrânia

Internacional França pede proteção aos jornalistas na guerra na Ucrânia

França pede proteção aos jornalistas na guerra na Ucrânia

Pedido foi feito após a morte de cinco repórteres, incluindo um franco-irlandês, desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro

AFP
Cinegrafista  franco-irlandês Pierre Zakrzewski e a ucraniana Oleksandra Kuvshynova, na Ucrânia

Cinegrafista franco-irlandês Pierre Zakrzewski e a ucraniana Oleksandra Kuvshynova, na Ucrânia

Fox News/AFP

A França recordou nesta quarta-feira (16) a "obrigação" dos beligerantes na Ucrânia de "proteger" os jornalistas, após a morte de cinco repórteres, incluindo um franco-irlandês, desde o início da invasão russa em 24 de fevereiro.

"Recordo às Forças Armadas a obrigação de proteger os jornalistas, de acordo com o direito internacional humanitário, e condeno com a maior veemência qualquer ação contra eles", disse o chefe da diplomacia francesa, Jean-Yves Le Drian.

Dois funcionários do canal americano Fox News, o franco-irlandês Pierre Zakrzewski e a ucraniana Oleksandra Kuvshynova, morreram na segunda-feira perto de Kiev, onde o veículo em que estavam foi atingido por tiros.

No domingo, o jornalista americano Brent Renaud morreu e o fotógrafo colombiano-americano Juan Arredondo foi ferido em Irpin, cenário de combates violentos.

De acordo com Ludmila Denisova, responsável por direitos humanos no Parlamento ucraniano, pelo menos dois outros jornalistas ucranianos também foram assassinados.

Evgeni Sakun morreu em um ataque russo contra uma torre de televisão em Kiev e Viktor Dudar faleceu em meio a combates perto da cidade portuária de Mikolayv, acrescentou.

Últimas