França vai investigar atuação do governo durante pandemia

Membros do Executivo do antigo e atual governo, incluindo o ex-premiê, serão investigados. Na fase atual, não houve depoimento dos envolvidos

Atual ministro da Saúde será investigado

Atual ministro da Saúde será investigado

Ludovic Marin/Pool via REUTERS - 15.10.2020

Vários integrantes do atual e do anterior governo da França, inclusive o ex-primeiro-ministro Édouard Philippe, foram alvo nesta quinta-feira (15) de uma operação que investiga a atuação na gestão sanitária da covid-19.

Fontes ligadas à operação confirmaram à Agência Efe que, além do antecessor de Jean Castex, estão também foram objeto de mandados de busca, o atual ministro da Saúde, Olivier Véran, anterior titular da pasta, Agnès Buzyn, a ex-porta-voz de governo Sibeth Ndiaye e o diretor-geral de Saúde, Jérôme Salomon.

A investigação, aberta em 7 de julho, com base em nove queixas agrupadas em um único procedimento (das mais de cinquenta apresentadas), está sendo conduzida pelo Tribunal de Justiça da República, competente na França para julgar os membros do Executivo no exercício de suas funções.

O atual primeiro-ministro, Jean Castex, foi questionado hoje sobre a operação, especialmente sobre os atuais integrantes do governo, mas preferiu limitar na defesa do atual ministro da Saúde.

"A confiança que tenho em Olivier Véran é total", disse.

Castex destacou que é preciso dar o benefício da presunção de inocência para os envolvidos e exaltou o trabalho do titular da pasta no combate à propagação do novo coronavírus.

Na fase atual do caso aberto, não houve depoimentos dos envolvidos, o que faz com que nenhum deles seja considerado formalmente acusado.