Furacão Laura se aproxima dos EUA com ventos de até 225km/h

Tempestade se intensificou ao longo do dia e vai atingir o estado da Louisiana na noite desta quarta; governo alerta para possíveis danos catastróficos

Imagem de satélite mostra o furacão Laura se aproximando do sul dos EUA

Imagem de satélite mostra o furacão Laura se aproximando do sul dos EUA

CIRA / NOAA / Divulgação via Reuters - 26.8.2020

O furacão Laura, que chegará ao litoral sul dos EUA na noite desta quarta-feira (26) ganhou intensidade, atingiu a categoria 4 na escala Saffir-Simpson e vai tocar o solo no estado da Louisiana com ventos de até 225 km/h. Segundo as autoridades, a possibilidade de danos "catastróficos" é real e a tempestade pode se mostrar "impossível de sobreviver".

Leia também: Por que os EUA estão chamando o furacão Laura de 'impossível de sobreviver'

O que surpreendeu o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) foi a rapidez com que a tempestade ganhou força ao longo do dia. Por volta da meia-noite desta quarta (horário de Brasília), ela estava na categoria 1, com ventos de até 140km/h. Em 15 horas, subiu para o penúltimo nível da escala.

De acordo com um serviço de monitoramento da região, dezenas de cidades entre a Louisiana e o Texas estão em alerta máximo e cerca de 620 mil moradores receberam ordens de evacuar suas casas. Também há alertas para inundações em diversos rios da região.

As projeções indicam que Laura deve atingir a Louisiana em cheio e a parte leste do Texas. Depois, deve subir rumo norte para o Arkansas, depois nordeste pela Virgínia Ocidental, Virgínia, Maryland e Delaware. Estados como o Missouri, Tennessee, Illinois, Indiana e Ohio também devem sofrer os efeitos.

Alertas para os moradores

 No Twitter, o Serviço Nacional de Meteorologia de Lake Charles, na Louisiana, fez um aviso dramático para os moradores da área onde o furacão vai tocar o solo na noite desta quarta.

"Restam poucas horas para proteger suas vidas e propriedades. Tempestade impossível de sobreviver, com ondas grandes e destrutivas, causarão danos catastróficos do Parque Estadual Sea Rim, no Texas, até Intracoastal City, em Louisiana", escreveram os responsáveis.

Mais cedo, o governador da Louisiana, John Edwards, também fez um aviso sombrio na mesma rede social. 

"Vocês só têm algumas horas para se preparar e sair antes do #FuracãoLaura. Onde quer que estejam ao meio-dia, é aí que terão que aguentar a tempestade. Sejam espertos e fiquem seguros", escreveu ele.