Internacional Furacão Michael ruma para os EUA após causar mortes em Honduras

Furacão Michael ruma para os EUA após causar mortes em Honduras

Autoridades na Flórida fizeram apelos para que moradores saiam do caminho da tempestade. Governador declarou estado de emergência 

Furacão Michael

Furacão Michael: ondas, ventos e chuvas com risco de morte

Furacão Michael: ondas, ventos e chuvas com risco de morte

Cortesia da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos EUA/Divulgação via Reuters

O furacão Michael deve se fortalecer nesta terça-feira (9) no Golfo do México e rumar para a Flórida, onde autoridades fizeram apelos para que moradores saiam do caminho da tempestade antes da chegada de ondas, ventos e chuvas com risco de morte.

Dezenas de milhares de pessoas receberam ordem de retirada de condados de Wakulla, Gulf e Bay. Michael pode ser um furacão de categoria 3 quando chegar ao continente, o que deve ocorrer na quarta-feira, tornando-se a tempestade mais intensa a atingir a Flórida em ao menos uma década.

"Para aqueles que cogitam uma retirada, não posso enfatizar o suficiente a importância de partir o mais cedo possível", disse o xerife do condado de Bay, Tommy Ford, no Facebook. "As rotas de saída podem se tornar pesadelos de tráfego rapidamente. Saiam agora".

Michael era um furacão de categoria 1, com ventos contínuos de mais de 150 km/h, e vem ganhando força desde que passou ao largo do extremo oeste de Cuba, disse o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC) na manhã desta terça-feira.

Elevações das marés de até 3,7 metros são esperadas ao longo da Flórida, e até 30 centímetros de chuva estão previstas em toda a Flórida, a Geórgia e a Carolina do Sul, informou o centro.

O NHC alertou que ambos podem provocar enchentes fatais e que os moradores dentro da zona de alerta do furacão devem se "preparar para ventos com risco de morte".

O governador da Flórida, Rick Scott, declarou estado de emergência em 35 condados ao longo das regiões da Língua de Terra e de Big Bend. Cerca de 1.250 soldados da Guarda Nacional estão ajudando com o processo, e mais de 4 mil tropas estão de prontidão, tuitou Scott.

Repartições públicas, escolas e universidades seriam fechados desta terça-feira até o final da semana em condados da Língua de Terra. As filas nos postos de combustíveis estavam aumentando agora que as pessoas se preparam para partir. Aquelas que pretendem ficar acabaram com os estoques de água e outros suprimentos dos mercados ao longo da segunda-feira.

No vizinho Alabama, a governadora Kay Ivey declarou estado de emergência em todo o Estado na segunda-feira, prevendo danos dos ventos, chuvas fortes e blecautes.

Chuvas torrenciais e enchentes relâmpago causaram 13 mortes na América Central durante o final de semana depois que o Michael atingiu a costa do norte de Honduras.

    Access log