Internacional Governador de NY pode sofrer processo de impeachment

Governador de NY pode sofrer processo de impeachment

Comitê da Assembleia estadual investiga acusações de assédio sexual contra Andrew Cuomo e ação pode ser aberta em breve

Andrew Cuomo é alvo de investigação na Assembleia do Estado de NY

Andrew Cuomo é alvo de investigação na Assembleia do Estado de NY

Mary Altaffer / Pool via AFP - 10.5.2021

A Assembleia do Estado de Nova York (EUA) anunciou, nesta quinta-feira (5), que uma investigação sobre as acusações de assédio sexual contra o governador Andrew Cuomo está perto de ser concluída e um processo de impeachment contra ele pode ser aberto nas próximas semanas, de acordo com o New York Times.

Leia também: 59% dos novaiorquinos querem renúncia de governador

O anúncio foi feito pelo parlamentar Charles Lavine, presidente do Comitê Judiciário da Assembleia, que disse que os advogados de Cuomo devem entregar as provas que vão compor a sua defesa até o fim da próxima semana.

Mais do que abrir a possibilidade da saída do governador, o avanço da investigação mostra que o apoio dele dentro de seu próprio partido vem ruindo, já que a Assembleia é comandada por uma maioria de democratas.

Uma investigação mais ampla para um possível impeachment de Cuomo foi aberta ainda em março, mas avançava em um ritmo mais lento porque contemplava outros problemas além das acusações de assédio, como a maneira como suas políticas de combate à pandemia resultaram em centenas de mortes nos asilos e casas de repouso do Estado.

No entanto, após o relatório divulgado esta semana pela promotoria de Nova York, que concluiu que o governador havia assediado sexualmente pelo menos 11 mulheres, a Assembleia deu mostras de que pretende colocar um possível impeachment em pauta mais rapidamente, algo que foi confirmado pelo presidente da casa, Carl Heastie.

Caso o processo seja aberto, a assembleia decide o impeachment de Cuomo em uma votação de maioria simples. Em seguida, o caso é julgado pelo Senado estadual, onde os democratas também são maioria. Se condenado, o governador pode perder o cargo e ser impedido de exercer cargos políticos pelo resto da vida. A vice-governadora Kathy Hochul assumiria o cargo.

Últimas