Novo Coronavírus

Internacional Governo britânico pode fechar praias por desrespeito às regras

Governo britânico pode fechar praias por desrespeito às regras

Sem cumprir as medidas de segurança impostas devido à pandemia, população foi passar o dia à beira-mar, na Inglaterra

  • Internacional | Da EFE

Praias com aglomeração geram preocupação

Praias com aglomeração geram preocupação

Hannah McKay/Reuters - 26.06.2020

O ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, admitiu nesta sexta-feira (26) a possibilidade de fechar praias, depois que milhares de pessoas, sem respeitar o distanciamento entre elas, foram passar o dia à beira-mar.

"Temos o poder. Sou reticente a utilizá-lo, porque tivemos um período de confinamento bastante duro e quero que todo mundo possa aproveitar o sol. Mas, a chave para fazer isso é respeitando as regras", disse o integrante do governo, em entrevista à emissora de rádio britânica "TalkRadio".

As imagens das praias de Bournemouth, Christchurch e Poole, todas na Inglaterra, foram amplamente divulgadas pela imprensa do Reino Unido, gerando repercussão, pela falta de preocupação das pessoas com a prevenção ao contágio do novo coronavírus, que provoca a covid-19.

Se enxergarmos um pico no número de casos, então tomaremos medidas", admitiu o ministro.

O diretor médico do governo, Chris Whitty, também se manifestou sobre a movimentação nas praias, através das redes sociais, e pediu que haja atenção para que o patógeno não seja propagado.

"Se não seguirmos as guias sobre distância social, então os casos voltarão a aumentar. É natural que a gente queira disfrutar o sol, mas temos que fazê-lo de uma maneira que seja segura para todos", garantiu o servidor.

O deputado Tobias Ellwood, do Partido Conservador, que é da região de Bournemouth, não escondeu a irritação pela grande presença de pessoas nas praias locais.

"Não só é irresponsável, mas perigosa. Tivemos muitos progressos para conter a pandemia, e não gostaria de ver Bournemouth como o lugar do Reino Unido onde acontece um segundo pico", disse o parlamentar.

De acordo com o boletim mais recente divulgado pelo governo britânico, o número de mortes em decorrência da covid-19 é de 43.230.

Últimas