Internacional Governo da Turquia está disposto a conversar sobre candidatura de Finlândia e Suécia à Otan

Governo da Turquia está disposto a conversar sobre candidatura de Finlândia e Suécia à Otan

O ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, afirmou que a população da Turquia é contra a adesão dos países à organização 

AFP
Putin considera o fim da neutralidade finlandesa um "erro"

Putin considera o fim da neutralidade finlandesa um "erro"

EFE/EPA/TOMS KALNINS

O governo da Turquia se declarou aberto a discutir a possibilidade de adesão de Finlândia e Suécia à Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), apesar de considerar que os dois países nórdicos são santuários de "organizações terroristas" curdas.

"A ampla maioria da população turca é contrária à adesão desses países, que apoiam o PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão), uma organização terrorista", disse o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu. 

"Mas são temas que, evidentemente, devemos abordar com nossos aliados na Otan e com esses países", acrescentou.

O fim da neutralidade militar da Finlândia seria um "erro", afirmou neste sábado (14) o presidente russo Vladimir Putin, em uma conversa por telefone com o colega finlandês Sauli Niinistö, informa um comunicado divulgado pelo Kremlin.

"Vladimir Putin destacou que o fim da política tradicional de neutralidade militar seria um erro, pois não há nenhuma ameaça para a segurança da Finlândia", afirma o comunicado. 

Últimas