Eleições EUA 2020

Internacional Governo Trump não liberou verbas para transição de Biden

Governo Trump não liberou verbas para transição de Biden

A chefe da Administração de Serviços Gerais deveria assinar a papelada que entrega oficialmente milhões de dólares a funcionários do novo governo

  • Internacional | Do R7

Porta-voz afirmou que 'uma verificação [dos votos] ainda não foi feita'

Porta-voz afirmou que 'uma verificação [dos votos] ainda não foi feita'

Carlos Barría / Reuters - 4.7.2020'

A assessora da Casa Branca, Emily Murphy, responsável por assinar os documentos que darão início à transferência de recursos e acesso aos edifícios para que o vencedor das eleições Joe Biden faça uma transição ao poder, ainda não assinou os papéis. As informações foram publicadas pelo Washington Post nesta segunda-feira (9).

Biden lista prioridades: pandemia, crise, clima e igualdade racial

A chefe da ASG (Administração de Serviços Gerais) deveria assinar a papelada que entrega oficialmente milhões de dólares, bem como dar acesso a funcionários do novo governo, espaço de escritório em agências e equipamentos autorizados para as equipes de transição do candidato vencedor.

"Uma verificação ainda não foi feita", disse Pamela Pennington, porta-voz da GSA, em um e-mail, "e seu administrador continuará a cumprir e cumprir todos os requisitos da lei".

Donald Trump afirma que venceu as eleições e pediu a recontagem de votos em alguns Estados. Contudo, ele e o Partido Republicano já perderam 10 processos diferentes que moveram desde o dia das eleições na última terça-feira (3). 

O que acontece se Trump se recusar a sair da Casa Branca?

"Nenhum chefe de agência vai sair na frente do presidente sobre questões de transição agora", disse um alto funcionário do governo, que falou sob a condição de anonimato porque não estava autorizado a falar publicamente. O responsável previu que os chefes das agências serão instruídos a não falar com a equipa de Biden.

Trump ficará na Casa Branca até janeiro de 2021, quando será realizada a cerimônia de posse de Joe Biden, mas não está claro se algum dia ele reconhecerá a derrota nas eleições. Segundo o jornal, o atraso tem implicações práticas e simbólicas.

"Agora que a eleição de Joe Biden foi convocada de forma independente, esperamos que o administrador do GSA determine rapidamente Joe Biden e Kamala Harris como presidente eleito e vice-presidente eleito", disse um porta-voz de transição de Biden por e-mail.

Trump demite o secretário de Defesa, Mark Esper

"A segurança nacional e os interesses econômicos dos Estados Unidos dependem da sinalização do governo federal de maneira clara e rápida que o governo dos Estados Unidos respeitará a vontade do povo americano e fará uma transferência de poder tranquila e pacífica", indicou.

Últimas