Internacional Grupo neonazista vandaliza estátua de George Floyd em Nova York

Grupo neonazista vandaliza estátua de George Floyd em Nova York

Estátua foi inaugurada no sábado (19); autoridades prometeram investigar caso e punir responsáveis por pichação

AFP
Estátua de George Floyd foi inaugurada há poucos dias

Estátua de George Floyd foi inaugurada há poucos dias

David Dee Delgado/Getty Images via AFP - 19.6.2021

O nome de um pequeno grupo de extrema direita foi pichado na quinta-feira (24) em uma estátua em homenagem ao afro-americano George Floyd, inaugurada dias atrás em Nova York - informou a polícia. 

A estátua, um busto de Floyd, amanheceu ontem coberta de tinta preta com a inscrição "Patriot Front" (Frente Patriota), um grupo neonazista dos EUA, disse a polícia de Nova York, que está investigando um possível crime racista.

Morto por um policial branco em maio de 2020, ao ser detido em uma rua de Minneapolis, George Floyd se tornou o símbolo da luta contra a violência policial e a discriminação nos Estados Unidos.

O agora ex-policial Derek Chauvin, de 45 anos, conhecerá nesta sexta sua sentença pelo assassinato de Floyd, dois meses após ser declarado culpado.

Ontem, as autoridades divulgaram um vídeo mostrando quatro indivíduos, um deles pintando com tinta spray, andando ao redor do monumento no bairro Flatbush do Brooklyn.

Feita em madeira pelo artista Chris Carnabuci, a estátua foi inaugurada no sábado na presença de Terrence Floyd, irmão de George que mora em Nova York. Em alguns meses, será transferida para a Union Square, em Manhattan.

"Vou ser absolutamente claro com o grupo neonazista que fez isso: saia do nosso estado!", tuitou o governador de Nova York, Andrew Cuomo, que anunciou a mobilização de agentes especializados para a investigação.

"Vamos levar esses covardes à Justiça", prometeu o prefeito de Nova York, Bill de Blasio, na mesma rede social.

Horas antes, outra estátua de George Floyd, localizada em frente à prefeitura de Newark (Nova Jersey), também apareceu coberta de tinta com a mesma inscrição, "Patriot Front", segundo o portal de notícias NJ.com.

Últimas