Eleições EUA 2020

Internacional Hackers teriam tentado invadir empresa da campanha de Biden

Hackers teriam tentado invadir empresa da campanha de Biden

Segundo fontes, a empresa de estratégia de campanhas SKDKnickerbocker sofreu uma tentativa de invasão e suspeitos seriam hackers russos

Reuters
Empresa que atende a campanha de Joe Biden teria sido alvo de hackers russos

Empresa que atende a campanha de Joe Biden teria sido alvo de hackers russos

Leah Millis / Reuters - 10.9.2020

A Microsoft recentemente alertou uma das principais empresas contratadas pela campanha do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, de que ela havia sido alvo de supostos hackers russos apoiados pelo governo do país, segundo três pessoas familiarizadas com o assunto.

Leia também: Eleições: Trump prorroga estado de emergência nos Estados Unidos

O grupo russo de hackers, que muitos pesquisadores cibernéticos chamam de "Fancy Bear", é controlado pela agência de inteligência militar da Rússia, de acordo com relatórios da comunidade de inteligência dos EUA divulgados após as eleições de 2016.

As tentativas de ataques hackers tiveram como alvo nos últimos dois meses funcionários da SKDKnickerbocker, uma empresa de estratégia de campanha e comunicação que trabalha com Biden e outros democratas proeminentes, disseram as fontes.

Uma pessoa familiarizada com a resposta da SKDK às tentativas disse que os hackers não conseguiram obter acesso às redes da empresa. "Eles estão bem defendidos, então não houve nenhuma violação", disse a fonte.

A vice-presidente da SKDK, Hilary Rosen, não quis comentar. Um porta-voz de Biden não respondeu a um pedido de comentário.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, considerou as acusações "absurdas". Moscou nega repetidamente o uso de hackers para interferir nas eleições de outros países.

Uma das fontes disse que não estava claro se a campanha de Biden era o alvo ou se os hackers estavam tentando obter acesso a informações sobre outros clientes da SKDK.

As tentativas de invasão à SKDK foram recentemente sinalizadas para a empresa pela Microsoft, que identificou hackers ligados ao governo russo como os prováveis culpados, de acordo com as três fontes informadas sobre o assunto.

Os ataques incluíam phishing, um método que visa induzir os usuários a revelar senhas, além de outros esforços para se infiltrar na rede da SKDK, disseram as três fontes.

Um porta-voz da Microsoft não quis comentar.

A SKDK é bastante associada ao Partido Democrata, tendo trabalhado em seis campanhas presidenciais e numerosas disputas parlamentares. Além de seu trabalho atual para Biden, a empresa trabalhou em 2018 em disputas bem-sucedidas para governadores no Kansas e Connecticut.

Últimas