Internacional Homem-bomba mata 29 perto de zona eleitoral no Paquistão

Homem-bomba mata 29 perto de zona eleitoral no Paquistão

Primeiro dia de votação nas eleições paquistanesas foi marcado por atentado na cidade de Quetta. Grupo militante Daesh assumiu a autoria

homem-bomba paquistão eleições

Homem-bomba lançou sua moto contra carros em Quetta, oeste do Paquistão

Homem-bomba lançou sua moto contra carros em Quetta, oeste do Paquistão

Naseer Ahmed / Reuters / 25.7.2018

Um homem-bomba matou ao menos 29 pessoas perto de uma zona eleitoral do Paquistão nesta quarta-feira (25), quando os paquistaneses votaram em uma eleição crucial na qual o astro de críquete Imran Khan enfrenta o partido do ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif, que está preso.

O grupo militante Daesh assumiu a autoria do ataque realizado em Quetta, cidade do oeste do Paquistão, onde fontes de segurança disseram que um suicida com explosivos lançou sua moto contra um veículo da polícia.

Acompanhe o noticiário internacional no R7

O porta-voz de um hospital disse que 29 pessoas morreram e 35 ficaram feridas no ataque, que uma testemunha da Reuters disse ter ocorrido perto de um local de votação de Quetta, capital da província do Baluquistão.

No início deste mês, um homem-bomba matou 149 pessoas em um comício eleitoral na cidade de Mastung, também no Baluquistão, em outro ataque reivindicado por militantes do Estado Islâmico.

Eleição acontece sob vigilância

Cerca de 371 mil soldados foram enviados a zonas eleitorais de todo país para evitar atentados, quase cinco vezes o número mobilizado na última eleição em 2013.

Segundo as pesquisas mais recentes de intenção de voto, nem Khan nem o partido de Sharif devem conseguir uma maioria decisiva na votação.

Khan surgiu nas pesquisas nacionais com um ligeiro favoritismo, mas a corrida polarizadora deve ser decidida em Punjab, a província mais populosa da nação, onde o partido de Sharif se manteve na liderança nas sondagens mais recentes.

    Access log