Internacional Homem é preso após invadir banco na Ucrânia com suposta bomba

Homem é preso após invadir banco na Ucrânia com suposta bomba

Segundo as autoridades, o sequestrador era um homem de 32 anos, cidadão do Uzbequistão, que disse estar carregando uma bomba em sua mochila

  • Internacional | Da EFE

Situação foi controlada e o criminoso, detido

Situação foi controlada e o criminoso, detido

Sergey Dolzhenko - EFE/EPA 03.08.2020

Um homem que invadiu nesta segunda-feira (3) uma agência bancária de Kiev, capital da Ucrânia supostamente carregando uma mochila com material explosivo, foi preso pela polícia, de acordo com informações do vice-ministro do Interior, Anton Gerashchenko.

"O terrorista foi detido vivo. Não houve explosão", escreveu Gerashchenko no Facebook.

Já a imprensa local publicou imagens da prisão do sequestrador, que ocorreu depois que o homem começou a dar entrevistas a jornalistas dentro do banco, que era uma de suas exigências.

Um homem que disse estar carregando uma bomba em sua mochila, havia se trancado no local junto a gerente da agência bancária.

O vice-ministro ucraniano publicou anteriormente uma imagem do sequestrador e disse que, de acordo com informações preliminares, tratava-se de um cidadão do Uzbequistão, de 32 anos.

Gerashchenko acrescentou que o homem tinha uma "grande carga explosiva" que detonaria se ele fosse morto, então as autoridades começaram a negociação com o sequestrador.

O centro de escritórios onde o banco em questão está localizado foi evacuado, informou a polícia.

Outro sequestro

No último dia 21 de julho, um homem armado sequestrou um ônibus com 13 passageiros na cidade de Lutsk, no noroeste da Ucrânia.

Após negociações que duraram quase 12 horas, o sequestrador libertou as pessoas detidas e foi preso pelas forças de segurança.

Ele fez isso depois que o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, concordou em gravar um vídeo pedindo para que assistissem o documentário "Earthlings", que era uma das principais exigências do sequestrador.

Últimas