Internacional Homem mata a mãe, o padrasto e dois policiais a tiros nos EUA

Homem mata a mãe, o padrasto e dois policiais a tiros nos EUA

O suspeito passou mais de 13 horas entrincheirado no local até ser baleado e morto pela polícia em Watauga, na Carolina do Norte

Policiais de várias cidades próximas cercaram a área onde fica a casa

Policiais de várias cidades próximas cercaram a área onde fica a casa

Reprodução Twitter

Quatro pessoas foram assassinadas nos Estados Unidos, incluindo a mãe e o padrasto do suspeito e dois agentes da polícia, por um homem que se escondeu em uma casa durante 12 horas, informou nesta quinta-feira (29) o escritório do xerife do condado de Watauga, na Carolina do Norte. O suspeito morreu após ser baleado por policiais.

Leia também: EUA: tiroteio deixa quatro mortos e dois feridos na Califórnia

Dois policiais foram enviados na quarta-feira de manhã para uma casa perto de Boone, cujos moradores não compareceram ao trabalho e não atendiam ao telefone, explicou em um comunicado enviado à AFP.

Depois de notar que havia vários veículos, entraram na casa, onde foram recebidos com tiros.

Os reforços conseguiram resgatar um dos policiais, Chris Ward, que morreu no hospital, mas seu colega Logan Fox morreu no local.

Dois policiais e um guarda foram atacados enquanto tentavam ajudá-lo. Um deles foi atingido, mas protegido pelo seu equipamento, detalharam no escritório do xerife.

O agressor continuou disparando contra a polícia, que levou 13 horas para controlar a situação.

"O suspeito que matou os dois policiais também é suspeito de ter matado dois civis na casa", disse o comunicado.

O xerife Len Hagaman disse à rede local WSOC que o agressor morreu e que as outras duas vítimas eram sua mãe e seu padrasto.

Nos Estados Unidos, onde as armas de fogo proliferam e são alvo de polêmica pelos inúmeros tiroteios em massa, uma média de 50 policiais morre todo ano no exercício de suas funções.

Últimas