Novo Coronavírus

Internacional Hong Kong decide suspender uso da vacina desenvolvida pela Pfizer

Hong Kong decide suspender uso da vacina desenvolvida pela Pfizer

Governos local e de Macau, na China, detectaram problema na embalagem de lote e justificaram decisão 'por razões de segurança'

  • Internacional | Da EFE

Falha na embalagem causou pausa da vacina

Falha na embalagem causou pausa da vacina

Marco Bertorello / AFP - 12.2.2021

Hong Kong e Macau suspenderam temporariamente nesta quarta-feira (24) a aplicação da vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelas companhas Pfizer e BioNTech, devido a defeitos na embalagem de um dos lotes do produto.

O governo de Hong Kong justificou a decisão "por razões de segurança".

A farmacêutica alemã BioNTech notificou os territórios semiautônomos de problemas nas tampas dos frascos do lote 210102, o que levou os governos a decidirem suspender a vacinação, enquanto o problema é investigado.

Integrantes do Departamento de Saúde de Hong Kong se reunirá hoje com a Fosun Industrial, parceira da Pfizer e da BioNTech para distribuição na China, com o objetivo de saber mais detalhes e acompanhar o incidente.

O governo de Macau confirmou que todas as vacinas de RNA recebidas no país pertencem a esse lote.

De acordo com balanço mais recente, 152,2 mil pessoas receberam a vacina Pfizer-BioNtech em Hong Kong, e 39.257 em Macau.

A Comissão Nacional de Saúde da China informou hoje que, 90.125 pessoas deram positivo para o novo coronavírus na China continental, com 4.636 mortes.

Já Hong Kong teve 11.410 casos de infecção confirmados, com apenas 204 mortos. Macau registrou somente 48 positivos para a Covid-19 desde o início da pandemia.

Últimas