Novo Coronavírus

Internacional Hotéis e restaurantes na Argentina têm novos protocolos de saúde

Hotéis e restaurantes na Argentina têm novos protocolos de saúde

Indústria do turismo ainda está quase toda fechada devido à pandemia do novo coronavírus, mas é considerada essencial para a retomada econômica

  • Internacional | Da EFE

Turismo na Argentina terá novas regras após a pandemia

Turismo na Argentina terá novas regras após a pandemia

Juan Ignacio Roncoroni / EFE - Arquivo

O Ministério do Turismo e Esporte da Argentina lançou nesta quarta-feira (10) novos protocolos para a operação de hospedagens e estabelecimentos gastronômicos para minimizar os riscos à saúde, uma vez retomadas as atividades após o confinamento provocado pela pandemia do novo coronavírus.

Leia também: OMS alerta da incerteza sobre o novo coronavírus no inverno

"São ferramentas concretas, recomendações de saúde e diretrizes de cuidado que visam fortalecer a cadeia de valor e ajudar a preservar empregos no setor, em linha com as novas demandas globais", disse o ministro do Turismo e Esportes, Matías Lammens.

Segundo o ministro, o turismo terá um papel estratégico quando a pandemia passar e está confiante que a política de saúde da Argentina será um atrativo para recuperar a confiança das pessoas para visitarem o país.

O turismo ainda não foi liberado a nível nacional, mas províncias com poucos casos de coronavírus estão considerando autorizar a atividade apenas para os residentes de seu distrito, como Jujuy, no extremo norte da Argentina, já começou a fazer.

Enquanto isso, várias províncias aprovaram a reabertura de restaurantes e bares em áreas de baixa ou nenhuma circulação do SARS-CoV-2, com distanciamento social e diretrizes sanitárias para prevenir a possível transmissão do vírus.

Sem piscina e com café da manhã no quarto

Os protocolos, baseados em recomendações sanitárias e acertados com as associações de hotelaria e gastronomia e as províncias, estabelecem, entre seus primeiros pontos, o controle da saúde do pessoal antes de sua entrada no trabalho para a detecção de sintomas compatíveis com a covid-19.

Além disso, o pessoal que tiver contato com os hóspedes deverá utilizar máscaras, conforme estipulado em sua respectiva jurisdição. Os processos de check-in e check-out dos estabelecimentos serão digitalizados e o serviço de valet de estacionamento será evitado.

Recomenda-se também que não seja permitido o uso de piscinas e academias em hotéis, a menos que as autoridades sanitárias o permitam, que o serviço de café da manhã seja servido nos quartos ou com a modalidade de retirada para levar, ou que sejam planejados turnos para que haja distância entre as pessoas.

Uma vez retirados os hóspedes, os quartos devem permanecer livres o tempo suficiente para a desinfecção e limpeza profunda.

Self service vetado

De acordo com os novos protocolos, os cardápios dos restaurantes serão digitais ou plastificados, para facilitar a desinfecção, e as bebidas serão oferecidas fechadas em garrafas ou latas.

Recomenda-se também que os estabelecimentos gastronômicos separem as mesas, ofereçam um serviço de reserva antecipada e evitem o esquema de self-service.

Outros pontos incluem o fechamento de áreas de lazer para crianças, organização do pessoal da cozinha em turnos e a desinfecção de pratos e copos na máquina de lavar louças, inclusive os não utilizados em um turno.

Últimas