Protestos contra o racismo

Internacional Idoso empurrado por policiais nos EUA está com crânio fraturado

Idoso empurrado por policiais nos EUA está com crânio fraturado

Em comunicado, Martin Gugino, de 75 anos, disse que está focando na recuperação e disse que há coisas mais importantes para se preocupar

  • Internacional | Do R7

Idoso não consegue andar e está com crânio fraturado

Idoso não consegue andar e está com crânio fraturado

Reprodução/Twitter/WBFO

Martin Gugino, o idoso de 75 anos empurrado por policiais durante um protesto contra racismo em Buffalo, em Nova York, está com o crânio fraturado e não consegue mais andar, disse a advogada em comunicado para a CNN.

“Eu não tenho a liberdade por enquanto para confirmar nada além de que o crânio dele está fraturado”, disse Kelly Zarcone. “Ele não consegue andar por enquanto, mas nós conseguimos conversar um pouco antes que ele ficasse muito cansado. Ele agradece toda a preocupação com ele, mas ainda está focado em outros problemas além dele mesmo”.

Em outro comunicado, Gugino disse que está focado em sua recuperação. “Eu acho muito desnecessário focar em mim. Tem muitas outras coisas para pensar além de mim”.

Violência foi filmada

Em um vídeo que viralizou nas redes sociais, Gugino aparece conversando com dois policiais durante um protesto quando foi empurrado por um deles. Ele caiu e bateu a cabeça na calçada. Os policiais passam por ele sem prestarem socorro, mesmo com o idoso sangrando.

Os policiais Aaron Torgalski e Robert McCabe foram acusados de agressão em 2º grau, se declararam inocentes e foram liberados. O governador de Nova York, Andrew Cuomo, defendeu a demissão dos dois

O presidente Donald Trump chegou a dizer, sem provas, que Gugino era integrante do grupo Antifa e que a agressão tinha sido armada.

Últimas