Reino Unido

Internacional Imprensa britânica publica fotos de premiê brindando em festa durante confinamento

Imprensa britânica publica fotos de premiê brindando em festa durante confinamento

Apesar de já ter pago multa por celebrações no lockdown, Boris Johnson continua sendo alvo de parlamentares e jornalistas do país

Reuters

Resumindo a Notícia

  • Boris Johnson é visto em foto brindando enquanto faz um discurso
  • Reunião teria acontecido em 2020 para a despedida do diretor de comunicações do governo
  • Gabinete de Johnson afirma que a polícia britânica teve acesso a todas as informações e fotos
  • Primeiro-ministro foi multado por participar de festa em junho de 2020
Boris Johnson aparece brindando durante festa proibida no período de lockdown britânico

Boris Johnson aparece brindando durante festa proibida no período de lockdown britânico

ITV News/Divulgação via Reuters - 13.11.2020

Novas fotografias do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, bebendo em uma festa de despedida em sua residência oficial de Downing Street foram publicadas, reacendendo as acusações da oposição de que o governante violou as próprias regras de lockdown contra a Covid-19.

As imagens, obtidas pela ITV News, foram feitas em uma reunião para homenagear o então diretor de Comunicações de Downing Street, Lee Cain, que estava de saída do cargo em novembro de 2020, um evento anteriormente investigado pela polícia por potenciais violações da lei.

As fotografias mostram Johnson fazendo um discurso e pedindo um brinde, com um copo meio cheio nas mãos, diz a ITV.

Naquela época, grandes reuniões com pessoas fora da própria residência estavam proibidas após a Inglaterra ter entrado novamente em regime de lockdown nacional por conta do aumento de casos de Covid-19.

A Reuters não conseguiu verificar de forma independente quando ou onde as fotos foram feitas. O gabinete de Johnson disse que a polícia teve acesso a todas as informações durante a investigação, incluindo fotos.

Johnson não foi multado por participar do evento em novembro de 2020, embora tenha recebido uma notificação de punição fixa por uma reunião em Downing Street para comemorar seu aniversário em junho daquele mesmo ano, um evento que, segundo ele, não durou mais de dez minutos.

O primeiro-ministro pediu desculpa pelo que classificou como um erro, mas se recusou a renunciar por causa da questão.

Últimas