Internacional Incêndios na costa oeste dos EUA aumentam com onda de calor

Incêndios na costa oeste dos EUA aumentam com onda de calor

Os estados de Washington, Califórnia e Oregon registraram temperaturas que chegaram próximo dos 50º C

Autoridades detectaram três grandes incêndios e uma dúzia de incêndios menores

Autoridades detectaram três grandes incêndios e uma dúzia de incêndios menores

Freepik

Dezenas de incêndios na costa oeste dos Estados Unidos cresceram ao longo das últimas horas nos estados de Washington, Califórnia e Oregon, em meio à intensa onda de calor que atinge a região, na qual as temperaturas chegaram perto de 50 graus Celsius.

Segundo dados do Departamento Florestal e de Proteção de Incêndios da Califórnia, conhecido como Cal Fire, os bombeiros no estado combatem as chamas de três "grandes incêndios" e mais uma dúzia de incêndios menores, que juntos queimaram mais de 6.300 hectares.

O maior da Califórnia neste momento, que queimou cerca de 5.400 hectares até agora, se encontra no condado de Siskiyou, perto da fronteira com o Oregon. No tweet abaixo, o portal local San Francisco Chronicle afirma que autoridades do condado alertaram as pessoas que moram ao norte da cidade de Weed para se prepararem para evacuar a área.

As chamas do "Incêndio de Lava", como o fenômeno foi apelidado, provocaram a evacuação de mais de 10 mil residentes por receio de chegarem a zonas residenciais próximas. Os esforços de contenção conseguiram reter 20% deste fogo.

A Califórnia viveu em 2020 o pior ano da sua história em número de incêndios e área queimada, com 1.618.742 hectares arrasados. Segundo Cal Fire, o estado sofreu mais de 9.900 incêndios no ano passado, cerca de 10.500 estruturas foram danificadas e 33 mortes relacionadas com incêndios foram confirmadas.

Por outro lado, o Departamento de Florestas do Oregon, estado onde há uma dúzia de incêndios ativos, decidiu fechar vários parques naturais "até que o risco diminua para moderado", de acordo com um comunicado divulgado nesta terça-feira (29).

O Departamento de Recursos Naturais do Estado de Washington previu na segunda-feira (28) "uma complicada temporada de incêndios florestais após uma primavera pior do que o habitual", uma situação que agora, com temperaturas elevadas, se agravou.

Seattle, a maior cidade do estado, atingiu 42,2 graus Celsius na segunda-feira, a temperatura mais elevada registrada desde 1945, segundo o Serviço Meteorológico Nacional. Em Portland, entretanto, o termômetro alcançou 46,6 graus, outro recorde.

Últimas