Saneamento básico

Internacional Índia constrói milhões de banheiros e decreta fim de 'cocô a céu aberto'

Índia constrói milhões de banheiros e decreta fim de 'cocô a céu aberto'

Foram 5 anos de campanha estatal para entregar 100 milhões de toaletes; há 8 anos, 1,25 bilhão de indianos faziam necessidades ao ar livre

100 milhões de banheiros foram entregues pelo programa Índia Limpa

100 milhões de banheiros foram entregues pelo programa Índia Limpa

Harish Tiagy / EFE-EPA - 8.4.2018

Em meio às comemorações do aniversário de 150 anos de nascimento de Mahatma Gandhi, o governo da Índia declarou nesta quarta-feira (2) que o país está livre das defecações a céu aberto, depois de cinco anos de uma intensa campanha estatal na qual foram construídos mais de 100 milhões de banheiros.

O primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, fez a declaração perto do emblemático Sabarmati Ashram, em Gujarat, onde o pacifista residiu durante vários anos, como parte das celebrações da data.

Modi disse que as aldeias já estão livres de defecação em espaços abertos graças às pessoas das zonas rurais que utilizaram, segundo ele, a própria inspiração, a vontade e a cooperação para cumprir o objetivo da missão Swachh Bharat (a Índia limpa), nome da campanha governamental que começou em 2014.

Mulheres estão mais seguras

Em seu discurso, o premiê afirmou que todo mundo contribuiu para a iniciativa e lembrou que esta propiciará que haja menos problemas de saúde.

Também afirmou que a campanha empoderou mulheres indianas, já que elas não precisam esperar pelas horas mais escuras do dia para fazer as suas necessidades, além de terem menos riscos de sofreram com doenças graves.

Segundo os dados governamentais, desde 2014, quando a campanha teve início, foram instalados mais de 100 milhões de banheiros em todo o país, 22,4 milhões no ano fiscal 2018-2019, a maioria doméstica. Isso garantiu o acesso a sanitários a mais de 600 milhões de pessoas.

Fossas seriam de baixa qualidade

No entanto, no Centro para a Ciência e o Meio Ambiente (CSE), tal conquista vem sendo colocada em xeque.

Investigações apontam que as fossas sépticas dos banheiros construídos em zonas periurbanas são de baixa qualidade, o que faz com que os dejetos sejam eliminados de maneira insegura.

O CSE ainda questionou a sustentabilidade da campanha governamental no futuro e alertou que o investimento pode ter sido em vão caso a população mantenha o costumo de defecar ao ar livre.

Por outro lado, reconheceu a evolução do país nos últimos cinco anos graças às campanhas feitas pelo governo.

Segundo dados oficiais, em 2011, cerca de 53% dos 330 milhões de lares da Índia careciam de uma latrina e 60% da população de 1,25 bilhão de habitantes fazia as necessidades a céu aberto.

Últimas