Novo Coronavírus

Internacional Índia registra novo recorde diário de casos de covid-19

Índia registra novo recorde diário de casos de covid-19

Foram mais de 75.000 casos registrados. Índia é o terceiro país do mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil

  • Internacional | Da EFE

A curva de contágio continua crescendo no país

A curva de contágio continua crescendo no país

EFE/EPA 27.08.2020

A Índia registrou na quinta-feira (27) um recorde de infecções por covid-19 com mais de 75.000 novos casos em um dia, o que já coloca o país acima da barreira de 3,3 milhões de infecções, informou o Ministério da Saúde indiano.

Com uma curva de contágio que não para de aumentar, a Índia é o terceiro país do mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos e do Brasil, e o número de casos no país asiático já é de 3.310.234.

Especificamente, de acordo com dados do Ministério da Saúde da Índia, nas últimas 24 horas houve 75.760 novas infecções confirmadas, marcando assim o maior aumento diário no país desde o início da pandemia.

As autoridades indianas atribuem o elevado número de casos confirmados, como aconteceu hoje, ao aumento dos exames, com cerca de 925 mil apenas nas últimas 24 horas, enquanto no sábado passado ultrapassou um milhão, número recorde de exames num único dia.

Assim, com esses dados mais recentes, já foram realizados 38,5 milhões de exames nos 1.511 laboratórios que o país possui, segundo dados do Indian Medical Research Council (ICMR).

Apesar do rápido avanço do vírus neste país de 1.350 milhões de habitantes, suas autoridades comemoram que 2.523.771 pacientes já tenham recebido alta, o que coloca a taxa de recuperação em 76,24%.

Crise de saúde

Longe de comemorar os dados, o conhecido virologista N. Venkatachala Ravi, ex-diretor do departamento de Virologia do Hospital Vimhans de Nova Delhi, considera que "o país enfrenta uma crise de saúde" e, embora "as autoridades possam negar, há um enorme sofrimento humano. "

“O lado positivo é que a mortalidade por covid-19 no país é relativamente baixa”, explicou o médico à Efe.

O país registrou 60.472 óbitos no total (proporção de 1,8%) e 1.023 óbitos nas últimas 24 horas.

O virologista alerta, porém, que “o que é mais preocupante é que os casos agora estão aumentando mais rapidamente nas regiões urbanas e mais pobres da Índia, onde o preparo do sistema de saúde está abaixo da média”.

Por enquanto, a região mais afetada pelo vírus é o oeste de Maharastra, que abriga a capital financeira do país, Bombaim, e que já tem 718.711 casos; seguido pelos estados do sul de Tamil Nadu (com 397.261 infecções), Andhra Pradesh (382.469) e Karnataka (300.496).

Apesar de a curva de contágio continuar subindo, o Governo decretou em 1º de agosto a entrada da Índia em sua terceira fase de eliminação progressiva das restrições, após a retirada das limitações de movimentação, com exceção das áreas contenção.

Assim, embora a maioria das atividades seja permitida, locais que atraem grande número de pessoas, como metrô, cinemas ou casas noturnas, como discotecas, permanecem fechados em todo o país.

Últimas