Indonésia tem recorde de casos de covid-19 após surto entre militares

Achmad Yurianto, autoridade do Ministério da Saúde,  atribui o aumento de casos novos ao fato de pessoas não estarem usando máscaras 

Até agora, o país registrou cerca de 70.736 casos de coronavírus

Até agora, o país registrou cerca de 70.736 casos de coronavírus

Made Nagi/EFE/EPA - 24.6.2020

A Indonésia registrou o maior aumento diário de infecções de coronavírus nesta quinta-feira, e quase metade dos 2.657 casos novos foram encontrados em um centro de treinamento militar de Java Ocidental. 

Até agora, o quarto país mais populoso do mundo registrou cerca de 70.736 casos, mas pesquisadores de saúde pública suspeitam que, devido à limitação dos exames, o número real de casos seja muito maior. O governo nega, e pediu às pessoas que não entrem em pânico.

Houve 58 mortes novas relacionadas ao coronavírus nesta quinta-feira (9), o que eleva o total a 3.417, disse Achmad Yurianto, uma autoridade do Ministério da Saúde, em uma coletiva de imprensa na qual informou os números oficiais mais recentes.

Mas dados parciais de 20 das 35 províncias da Indonésia coletados pelo grupo de voluntários Kawal covid-19 em sites de governos locais mostraram outras 6.847 mortes de pessoas que não foram testadas, mesmo mostrando sintomas agudos da covid-19.

O governo central não inclui tais casos, já que pacientes não examinados poderiam ter morrido de outras causas.

Possível origem dos casos

Yurianto atribui o aumento de casos novos ao fato de pessoas não estarem usando máscaras à medida que o país reabre os negócios e relaxa isolamentos.

Ele disse a repórteres que um novo foco considerável surgiu em um centro de treinamento militar de Java Ocidental em que 1.262 cadetes e treinadores foram diagnosticados com a doença.

"Imploramos às pessoas que fiquem calmas, que não entrem em pânico, porque isto está sendo tratado profissionalmente, de acordo com padrões internacionais", disse.