Guerra civil na Síria: veja a cobertura completa
Internacional Investigação confirma uso de cloro em ataque na Síria

Investigação confirma uso de cloro em ataque na Síria

Segundo entidade internacional, existe suspeita de que "cloro foi liberado de cilindros por impacto mecânico" na cidade de Saraqeb

Guerra na Síria

Opaq confirmou cloro em ataque a Saraqeb

Opaq confirmou cloro em ataque a Saraqeb

Capacetes Brancos/Divulgação via Reuters/7.4.2018

A Opaq (Organização para a Proibição das Armas Químicas) revelou nesta quarta-feira (16) que "provavelmente" foi usado cloro em um ataque contra a cidade de Saraqeb, na Síria, em fevereiro.

De acordo com o comunicado da entidade, que está realizando uma missão de investigação sobre o possível ataque químico na região, existe a suspeita de que o "cloro foi liberado dos cilindros por impacto mecânico no bairro de Al Talil, em Saraqeb".

A Opaq ainda revelou que "vários pacientes foram tratados pelos sintomas correspondentes a uma exposição ao cloro". Na ocasião, o Observatório Sírio dos Direitos Humanos confirmou que 11 pessoas foram atendidas com dificuldades respiratórias após o ataque, realizado no dia 4 de fevereiro.

A entidade ainda está esperando os resultados de uma investigação de um ataque em Duma, na Síria, na qual deixou ao menos 70 mortos em abril. A Opaq investiga se foi utilizado cloro e gás sarin.

Em comunicado, a organização ainda ressaltou que a missão da Opaq é determinar "se armas químicas foram utilizadas", mas seu trabalho "não inclui identificar quem é o responsável" pelas supostas ofensivas. 

    Access log