Internacional Irã e China: sinais de progresso nas negociações nucleares 

Irã e China: sinais de progresso nas negociações nucleares 

Os Estados Unidos não participam diretamente, pois o Irã rejeitou uma negociação face a face.

Reuters
Na imagem, instalação nuclear de Natanz (Irã)

Na imagem, instalação nuclear de Natanz (Irã)

Maxar Technologies via AFP - Arquivo

VIENA (Reuters) - O principal negociador do Irã disse neste sábado que um novo entendimento está sendo alcançado nas negociações para salvar o acordo nuclear com potências mundiais, de acordo com reportagens da imprensa local, enquanto o delegado chinês também relatou progresso.

Abbas Araqchi disse que a delegação iraniana apresentou propostas sobre questões nucleares e suspensão de sanções, e que o trabalho poderia começar com as potências mundiais em um texto comum, "pelo menos em áreas onde há pontos de vista comuns".

O Irã violou muitas das restrições do acordo sobre suas atividades nucleares em resposta à retirada dos Estados Unidos do pacto e à reimposição de sanções sob o ex-presidente Donald Trump.

Araqchi foi citado como tendo dito que, embora existam sérias divergências, "um novo entendimento parece estar surgindo."

A segunda rodada de negociações começou na quinta-feira em Viena. Os Estados Unidos não participam diretamente, pois o Irã rejeitou uma negociação face a face.

No entanto, as autoridades da União Europeia que presidem as negociações estão em constante comunicação com uma delegação norte-americana que também está na cidade.

Últimas