Internacional Irã é favorável à negociação nuclear em caso de suspensão de sanções

Irã é favorável à negociação nuclear em caso de suspensão de sanções

Presidente iraniano Ebrahim Raissi pretende cumprir acordo com grandes potências mundiais se Estados Unidos fizer sua parte

AFP
Ebrahim Raissi discursou na Assembleia Geral da ONU por meio de vídeo

Ebrahim Raissi discursou na Assembleia Geral da ONU por meio de vídeo

HO/Iranian Presidency/AFP - 21.9.2021

O novo presidente iraniano, Ebrahim Raissi, mostrou-se favorável nesta terça-feira (21) a salvar o acordo sobre o programa nuclear iraniano, se o "objetivo final for a retirada das sanções opressivas".

"Não confiamos nas promessas do governo americano", que se retirou do acordo sob a presidência de Donald Trump, mas que Joe Biden quer retomar, afirmou em um discurso pré-gravado em vídeo exibido na Assembleia Geral da ONU.

As negociações indiretas em Viena entre iranianos e americanos por intermediário de outros signatários do acordo de 2015 que pretendia impedir o Irã de desenvolver a bomba atômica (Alemanha, França, Reino Unido, China e Rússia), permitiram importantes avanços.

O ex-presidente Trump se retirou do acordo em 2018 e restabeleceu as sanções que prometeu acabar. Em troca, o Irã começou a ignorar os compromissos assinados. Seu sucessor, o democrata Biden, pretende voltar ao acordo se os iranianos cumprirem seus compromissos. Nesta terça, reiterou sua posição no fórum multilateral.

As negociações pretendem definir as sanções que a Casa Branca deve suspender e fazer com que o Irã interrompa os avanços na questão nuclear. Os americanos advertiram que em breve será tarde demais para salvar o acordo de 2015.

Últimas