Novo Coronavírus

Internacional Irã supera a marca de 20 mil mortes em decorrência da covid-19

Irã supera a marca de 20 mil mortes em decorrência da covid-19

Apesar disso, o Ministério da Saúde afirmou que o país vive 'uma diminuição relativamente constante e lenta' dos casos e de pacientes hospitalizados

  • Internacional | Da EFE

Mulher usa máscara enquanto vai a mercado em Teerã, capital do Irã

Mulher usa máscara enquanto vai a mercado em Teerã, capital do Irã

Abdollah Heidari/ West Asia News Agency/ Via Reuters/ 30.07.2020

O Irã registrou nesta quarta-feira (19) mais 155 mortes em decorrência da covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, superando assim a marca de 20 mil pessoas falecidas desde o início da pandemia no país, segundo dados do Ministério da Saúde.

Ao todo, são 20.125 óbitos, de acordo com o balanço oficial atualizado. Além disso, nas últimas 24 horas, foram contabilizados 2.444 casos de infecção pelo patógeno, fazendo a quantidade subir para 350.279.

A porta-voz do Ministério da Saúde, Sima Sadat Lari, explicou que muitas das províncias iranianas estão passando por uma segunda onda de contágio. A situação mais preocupante, entre as 26 - do total de 31 - que estão em alerta, é a de Mazandaran, no norte.

Apesar da situação que apresentou, a representante da pasta afirmou que o país vive "uma diminuição relativamente constante e lenta" dos casos e que apresenta queda entre 25% a 30% no número de pacientes hospitalizados.

Outro motivo de tensão é o início do mês de Muharram, que representa o luto dos xiitas, em que são habituais as congregações e procissões. Para evitar uma explosão no contágio, as autoridades decidiram cumprir uma série protocolos.

A porta-voz do Ministério da Saúde anunciou que existe a orientação de que as cerimônias não aconteçam em locais fechados e que, em espaços abertos, seja respeitado o distanciamento físico, sob o risco de sanções do governo.

Últimas