Coronavírus

Internacional Israel alerta para possível nova onda de coronavírus

Israel alerta para possível nova onda de coronavírus

Variante Delta já causou um novo aumento de casos diários no país, que tem mais da metade da população vacinada

AFP
Bennett alertou israelenses para perigos da variante Delta no país

Bennett alertou israelenses para perigos da variante Delta no país

Jack Guez / AFP - 22.6.2021

O primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, alertou nesta terça-feira (22) que o país pode enfrentar uma nova onda de coronavírus devido ao aumento do número de doentes, causado pela chegada da variante Delta.

Leia também: Vacina contra covid-19 rejeitada pela Palestina era segura, diz Israel

As autoridades detectaram 125 novos casos na segunda-feira, um aumento considerável depois de semanas em que as infecções diárias se restringiam a um punhado de pessoas.

Mais da metade da população já recebeu duas doses da vacina contra o coronavírus.

“Decidimos reagir como se estivéssemos enfrentando uma nova onda” do vírus, disse Naftali Bennett, em visita ao aeroporto internacional de Tel Aviv.

“Nosso objetivo é acabar com isso, pegar um balde d'água e despejar em cima do fogo enquanto ainda é pequeno”, acrescentou.

Alerta contra a variante

O número de mortes por covid-19 permanece, em qualquer caso, em níveis mínimos. Apenas uma morte foi relatada nesta terça-feira.

A variante Delta, que apareceu na Índia, é mais contagiosa do que as outras, disse Bennett.

Mais de 1.000 pessoas foram forçadas a ficar em quarentena em Binyamina (ao norte de Tel Aviv) após o retorno de viajantes de Chipre, acrescentou o primeiro-ministro em uma entrevista coletiva.

Bennett pediu aos israelenses que não viajem para o exterior.

As autoridades instalarão um centro de testagem adicional no aeroporto para garantir que todos os viajantes realizem um teste de PCR na chegada.

Israel permanece fechado para estrangeiros não residentes, exceto por motivos profissionais ou familiares convincentes.

Últimas