Novo Coronavírus

Internacional Israel detecta 4 casos de variante do coronavírus descoberta no Reino Unido

Israel detecta 4 casos de variante do coronavírus descoberta no Reino Unido

Três dos quatro pacientes afetados pela mutação chegaram recentemente da Europa e estão em isolamento em hotéis 

  • Internacional | Da EFE

Israel registrou 4 casos de covid-19 causados pela nova variante do vírus

Israel registrou 4 casos de covid-19 causados pela nova variante do vírus

EFE/EPA/ABIR SULTAN/Arquivo

O Ministério da Saúde de Israel anunciou nesta quarta-feira (23) que detectou quatro casos da nova variante do coronavírus identificada pela primeira vez no Reino Unido.

"Em testes realizados no Laboratório Central do Ministério da Saúde, foram descobertos quatro casos de coronavírus da cepa recentemente descoberta no Reino Unido", informou a pasta em comunicado.

O Ministério acrescentou que três dos quatro pacientes afetados pela nova variante chegaram recentemente do Reino Unido e estão em isolamento em hotéis. O quarto, entretanto, não estaria em território britânico, e seu caso está sendo investigado.

O anúncio foi feito poucas horas antes de começar uma proibição de entrada de estrangeiros no país, implementada precisamente para evitar a propagação da nova cepa do vírus SARS-CoV-2.

A partir de hoje, às 22h (local, 17h de Brasília), somente israelenses ou residentes com autorizações especiais que retornem ao país poderão entrar, e todos serão transferidos para hotéis, onde deverão passar duas semanas em quarentena, com poucas exceções.

"Obviamente, demos os passos certos quando nos fechamos para voos da Grã-Bretanha e do resto do mundo. No entanto, no momento, temos que assumir que o vírus está aí e está se espalhando por aqui", disse o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu.

Ele afirmou que a velocidade da campanha de vacinação, que começou nesta semana, deve ser acelerada e que há uma boa chance de que ela seja eficaz contra a nova variante.

Além disso, o Gabinete de combate ao coronavírus está atualmente discutindo que restrições aplicar para tentar diminuir a taxa de contágio, que aumentou nas últimas semanas e poderia forçar as autoridades a implementar uma nova quarentena, a terceira desde março.

Nesta quarta foram divulgados os últimos números de infecção, com 3,2 mil novos casos, acima do limite definido pelo governo para aplicar novas restrições, que é de 2,5 mil.

No momento, Israel, com uma população de cerca de nove milhões, tem cerca de 30 mil casos ativos do vírus, com 500 pacientes internados em estado grave, 118 dos quais estão ligados a ventiladores mecânicos. Desde o início da crise sanitária, em março, 3.136 pessoas morreram de Covid-19 no país.

Últimas