Coronavírus

Internacional Itália aplica mais de 27 mil multas por violações de quarentena

Itália aplica mais de 27 mil multas por violações de quarentena

Punições variam entre 206 euros a de três meses de prisão. Pessoas só podem sair de casa para ir ao mercado, trabalhar e fazer esportes sozinhas

  • Internacional | Da EFE

Itália multa mais de 27 mil pessoas em quarentena

Itália multa mais de 27 mil pessoas em quarentena

Yara Nardi/Reuters - 18.3.2020

O número de multas na Itália a cidadãos que violaram a quarentena estabelecida para impedir a propagação do novo coronavírus chegou a 27.616 desde que o decreto entrou em vigor no país em 11 de março.

De acordo com dados do Ministério do Interior, 665.480 inspeções foram realizadas em toda a Itália desde que entraram em vigor medidas de isolamento total para conter a pandemia.

As multas foram aplicadas por "declaração falsa a funcionário público" e "declaração falsa de identidade" a pessoas abordadas por policiais quando estavam nas ruas. As punições previstas variam do pagamento de 206 euros ao cumprimento de três meses de prisão.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

De acordo com o decreto aprovado pelo governo, só é possível ir às ruas para trabalhar, fazer compras, passear com cães ou praticar esportes, mas de forma individual.

Fiscalização em empresas

Empresas também têm sido alvo de inspeções. De acordo com os dados do ministério, 1.102 empresários receberam punições, e 22 lojas foram fechadas por não desrespeito às normas.

No caso de atividades comerciais, apenas lojas de alimentos e supermercados, farmácias e tabacarias podem continuar abertos, desde que respeitem medidas de segurança como limitar o número de pessoas nos estabelecimentos.

Nesta terça-feira, o Ministério do Interior também distribuiu aos motoristas um novo certificado no qual deve ser justificado o motivo pelo qual eles estão fora de casa.

O documento deve preenchido antes de o motorista sair de casa e deve ser assinado durante inspeções pelos policiais, que também verificam a identidade do condutor. Esse trâmite passou a ser exigido após várias pessoas serem encontradas fora de casa, embora devessem ficar em quarentena.

Últimas