CRISE HUMANITÁRIA
Internacional Itália: tensão cresce em navio de migrantes e 10 saltam ao mar

Itália: tensão cresce em navio de migrantes e 10 saltam ao mar

Embarcação está no mar há 19 dias com quase 100 migrantes a bordo e espera, perto de Lampedusa, autorização para levar grupo à terra

Crise Humanitária

Navio de migrantes aguarda nas proximidades de Lampedusa

Navio de migrantes aguarda nas proximidades de Lampedusa

REUTERS/Guglielmo Mangiapane/20.08.2019

A tensão aumentou em um navio de resgate à deriva no litoral sul da Itália nesta terça-feira (20), e 10 migrantes a bordo pularam no mar e tentaram nadar até a praia, segundo a instituição de caridade espanhola que opera a embarcação.

O navio Open Arms, que está no mar há 19 dias com quase 100 migrantes a bordo, espera nas proximidades do porto de Lampedusa, pedindo permissão para levar os migrantes majoritariamente africanos para a terra, apesar de uma proibição italiana à atracação de navios de resgate particulares.

A Itália argumenta que assumiu responsabilidade demais com a migração de africanos para a Europa, e seu ministro do Interior diz que navios de instituições de caridade se tornaram "táxis" de traficantes de pessoas.

"Nove pessoas se atiraram na água tentando desesperadamente chegar ao litoral de Lampedusa. Nossos salva-vidas e agentes da Guarda Costeira italiana estão tentando resgatá-los. A situação está fora de controle", tuitou a Open Arms.

Mais cedo, a entidade tuitou que outro migrante havia saltado no mar e publicou um vídeo deste nadando em direção à praia, apesar de seu caminho estar bloqueado por um barco da Guarda Costeira.

"Dia 19: uma noite de pânico e um homem na água", tuitou a entidade. "A noite começou com uma evacuação médica urgente, e hoje de manhã um homem pulou na água tentando alcançar a terra diante de seus olhos. A situação é de desespero."

O homem em questão, um sírio, foi resgatado pelas autoridades italianas e está sob seus cuidados, disse uma porta-voz do Open Arms.