Japão amplia veto a viajantes de 73 países, incluindo o Brasil

País aumentou seu alerta de viagem para o nível 3 (de um total de 4), o que desaconselha viagens a certos territórios em quaisquer circunstâncias

Kimimasa Mayama / EFE-EPA - 31.3.2020

O governo do Japão aumentou nesta terça-feira para 73 os países — entre eles o Brasil —, dos quais proíbe ou proibirá a entrada por conta da propagação do novo coronavírus e que correspondem aos territórios que desaconselha viajar.

Tendo em conta o acentuado aumento global no número de infecções e mortes pela covid-19 e a sua rápida propagação, o Japão decidiu aumentar seu alerta de viagem para o nível 3 (de um total de 4), o que desaconselha viagens a certos territórios em quaisquer circunstâncias.

O alerta foi estendido hoje para 49 países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Canadá, Coreia do Sul, China, Equador, República Dominicana, Chile, Panamá, Bolívia, Reino Unido e Grécia, dos quais o Japão proibirá a entrada de viajantes não japoneses, disse hoje o ministro das Relações Exteriores, Toshimitsu Motegi, em entrevista coletiva.

O governo japonês disse que acompanhará a evolução da disseminação do coronavírus, que já causou mais de 780 mil infecções e mais de 37 mil mortes em todo o mundo, e que não descarta a implementação de mais restrições nas fronteiras.