Internacional Japão não flexibilizará restrições de públicos em eventos até fevereiro

Japão não flexibilizará restrições de públicos em eventos até fevereiro

Será mantida a limitação de acesso do público a jogos esportivos e shows, que terão ocupação máxima de 50% dos lugares disponíveis

  • Internacional | Da EFE

Medida foi tomada devido a recente elevação nos casos de covid-19 no país

Medida foi tomada devido a recente elevação nos casos de covid-19 no país

Freepik

O governo do Japão decidiu nesta quinta-feira (12) que, até fevereiro, serão mantidas as restrições aos eventos esportivos e culturais com presença de público, devido a recente elevação n japao covid-19 o número de casos de covid-19 em Tóquio e algumas outras regiões.

"O recrudescimento aumentou as preocupações sobre a possibilidade de um aumento explosivo do contágio", indicou o ministro da Revitalização Econômica, Yasutoshi Nishimura, que está a frente do painel criado pelo Executivo do país para a pandemia.

Dessa forma, será mantida a limitação de acesso do público a eventos como jogos de futebol e de beisebol, além de shows, que terão ocupação máxima de 50% dos lugares disponíveis. A ideia iniciar era flexibilizar essa taxa no fim deste mês.

De acordo com o boletim mais recente divulgado no Japão, na quarta-feira (11) foram registrados mais 1.546 contágios. Na última semana, a barreira das mil notificações foi superada em cinco dos sete dias.

Apenas em Tóquio, foram 393 casos, o maior número dos últimos três meses. Outras cidades que estão com taxa de contágio em alta são Osaka e Hokkaido.

"Se a situação continuar piorando, teremos que tomar medidas mais duras", admitiu Nishimura, que hoje se reuniu os demais integrantes do painel de gestão da pandemia.

Desde o início da propagação do novo coronavírus, o Japão totalizou 112.168 infecções, incluindo os detectados em um cruzeiro, em fevereiro, e 1.863 mortes por covid-19.

Últimas