Coronavírus

Internacional Japão: regiões pedem fim do estado de emergência após queda de casos

Japão: regiões pedem fim do estado de emergência após queda de casos

Tóquio e áreas vizinhas continuarão com restrições, limitando passeios dos cidadãos e comércio fechando mais cedo

Reuters
Regiões japonesas pedem fim do estado de emergência após queda de casos

Regiões japonesas pedem fim do estado de emergência após queda de casos

Kim Kyung-Hoon/Reuters - 7.1.2021

Governos regionais do Japão pediram que medidas emergenciais contra a pandemia sejam suspensas antes do final programado de 7 de março porque os casos novos de covid-19 estão com tendência de baixa, disse o ministro da Economia do país, acrescentando que o governo pedirá a opinião de especialistas antes de concordar.

Uma disparada de casos levou o Japão a anunciar um estado de emergência para 11 regiões no mês passado, pedindo aos moradores que limitem suas atividades e aos estabelecimentos que encurtem os horários de funcionamento.

O estado de emergência provavelmente seria revogado em etapas, mas os estabelecimentos seriam instruídos a continuar fechando cedo, disse o secretário-chefe de gabinete, Katsunobu Kato, nesta quarta-feira.

O Japão registrou 1.083 casos novos de covid-19 na terça-feira, noticiou a emissora nacional NHK – em 8 de janeiro houve um pico de quase 8 mil. Em Tóquio, as infecções novas caíram para níveis não vistos desde dezembro.

Três regiões do oeste, assim como outras três nas partes central e sul do Japão, pediram que o estado de emergência seja suspenso já no início desta semana, disse o ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura, na noite de terça-feira.

Tóquio e regiões vizinhas continuarão sujeitas ao estado de emergência, disse Nishimura.

O primeiro-ministro, Yoshihide Suga, se reunirá com ministros de governo nesta quarta-feira para debater a suspensão do estado de emergência nas seis regiões, e uma decisão final é esperada para sexta-feira, noticiou o Jiji News citando fontes de governo não identificadas.

Últimas