Novo Coronavírus

Internacional Japão registra mais de mil casos de covid-19 pelo 3º dia seguido

Japão registra mais de mil casos de covid-19 pelo 3º dia seguido

Governos de Tóquio e Osaka vão pedir para lojas fecharem temporariamente ou reduzirem horário de atendimento para reduzir riscos de contágio

  • Internacional | Do R7

Japão tem recorde de novos casos de coronavírus

Japão tem recorde de novos casos de coronavírus

Issei Kato/Reuters - 30.7.2020

O Japão registrou pelo 3º dia consecutivo mais de mil casos diários de coronavírus, e teve um novo recorde na sexta-feira (31), com 1.578 infecções. As cidades de Tóquio e Osaka estão estudando pedir que comerciantes diminuam o tempo que as lojas estão abertas ou que fechem temporariamente para controlar o número de novas infecções.

A nova onda de casos preocupa as autoridades, já que os contágios não param de subir e estão se espalhando nas zonas urbanas. O país tem mais de 37 mil casos e 1,2 mil mortes.

Na capital Tóquio, a governadora Yuriko Koike alertou que mais comércios podem ter que encurtar o tempo de atendimento depois que a cidade registrou 463 casos na sexta-feira. Apesar da decisão de limitar o horário das lojas em certas áreas e

setores, as autoridades estão preocupadas com os impactos que isso pode ter na economia.

“Se a situação piorar, teremos que declarar um estado de emergência apenas na região de Tóquio”, disse. Ela também pediu que os cidadãos não se descuidem durante o verão.

Estabelecimentos que vendem álcool e karaokês terão que fechar mais cedo a partir da segunda-feira (3) até o final de agosto.

Mesmo com o aumento no número de casos na cidade, que já tem mais de 12 mil infecções, o secretário-geral do Gabinete do Japão Yoshihide Suga disse que a porcentagem de casos sérios ainda está abaixo do registrado em maio e abril.

Medidas em Osaka

Em Osaka, estabelecimentos que vendem álcool no distrito de Minami, conhecido pela vida noturna, ficarão temporariamente fechados ou com horário de atendimento reduzido do dia 5 ao dia 20 de agosto.

Lojas que não tem medidas de proteção contra o coronavírus terão que ficar fechadas, e estabelecimentos que adotaram medidas de restrição terão o horário reduzido.

Últimas