Guerra civil na Síria: veja a cobertura completa

Internacional Jornalista americano é libertado 6 meses após sequestro na Síria

Jornalista americano é libertado 6 meses após sequestro na Síria

Bilal Abdul Kareem, que havia denunciado tortura e outros crimes por parte dos rebeldes sírios, estava detido no norte do país

Bilal Abdul Kareem cobre a guerra civil na Síria para diversos veículos dos EUA

Bilal Abdul Kareem cobre a guerra civil na Síria para diversos veículos dos EUA

Reprodução Facebook

O jornalista americano Bilal Abdul Kareem foi liberto mais de seis meses após ser detido pela Organização pela Libertação do Levante na província de Idlib, no norte da Síria onde havia feito uma entrevista que denunciava torturas por parte do grupo islâmico.

Leia também: Erdogan acusa os EUA de apoiarem 'terroristas' após mortes no Iraque

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos informou nesta quarta-feira (17) que a organização, que faz parte do ex-braço sírio da Al Qaeda, decidiu dar fim ao cativeiro do repórter após a mediação de diversas "pessoas de destaque e prestígio", que não foram identificadas.

Abdul Kareem havia sido condenado a um ano e meio de prisão por um tribunal do grupo islâmico, de acordo com o Observatório.

O jornalista havia sido detido em Atama, ao norte de Idlib, o último reduto opositor do país e controlado predominantemente pela Organização pela Libertação do Levante, após entrevistar a esposa de um trabalhador humanitário que denunciou torturas.

Últimas