Irã

Internacional Jornalista dissidente é libertado no Irã 

Jornalista dissidente é libertado no Irã 

Keyvan Samimi, que estava preso por divergir dos princípios culturais de seu país de origem, foi solto nessa quinta-feira (24)

AFP

Resumindo a Notícia

  • Jornalista Keyvan Samimi, de 74 anos, foi libertado nesta quinta-feira (26)
  • Samimi insiste em defender os próprios ideais, que se opõem a cultura iraniana
  • Tribunal o condenou a três anos de prisão por 'conspirar contra segurança nacional'
  • Família do jornalista indicou que 'ele foi solto esta tarde'
Keyvan Samimi foi solto nesta quinta-feira (26)

Keyvan Samimi foi solto nesta quinta-feira (26)

Handout/Courtesy of the family/AFP - 3.11.2022

Keyvan Samimi, um conhecido jornalista dissidente do Irã de 74 anos, preso desde dezembro de 2020, foi libertado nesta quinta-feira (26), disse a família dele à AFP

Um tribunal iraniano o condenou a três anos de prisão por "conspirar contra a segurança nacional" e no ano passado "ele foi transferido para a prisão de Semnan, localizada a mais de 200 quilômetros ao leste de Teerã". 

A família do jornalista indicou que "ele foi solto esta tarde". 

Samimi já havia saído da prisão em fevereiro do ano passado, mas foi preso novamente em maio, acusado de ter realizado atividades contra a segurança nacional durante o período de libertação provisória, segundo a agência de notícias Mehr.

No mês passado, o promotor de Teerã emitiu uma nova acusação" contra o jornalista por ter supostamente organizado "uma manifestação contra a segurança do país e levou o caso a um tribunal revolucionário", disse a família do iraniano.

Samimi publicou uma mensagem em dezembro em defesa da atual onda de protestos contra o regime da República Islâmica, iniciada após a morte, em setembro, da jovem curda-iraniana Mahsa Amini.

Irã faz exercício militar com tanques, mísseis e bombas com gás vermelho na véspera do Ano-Novo

Últimas