Internacional Jovem raptada faz gesto que aprendeu no TikTok e é resgatada

Jovem raptada faz gesto que aprendeu no TikTok e é resgatada

Garota de 16 anos foi localizada após fazer, na janela do carro, sinal criado para denunciar violência doméstica durante a pandemia 

  • Internacional | Fábio Fleury, do R7

Adolescente da Carolina do Norte aprendeu o gesto na rede social

Adolescente da Carolina do Norte aprendeu o gesto na rede social

Pexels

Uma adolescente de 16 anos que tinha sido sequestrada na Carolina do Norte (EUA) foi resgatada pela polícia no estado norte-americano do Kentucky na semana passada, após fazer um gesto que aprendeu na rede social TikTok que representa um pedido de ajuda, normalmente em situações de violência doméstica.

De acordo com a polícia do condado de Laurel, uma pessoa que dirigia um carro que vinha atrás do veículo que levava a garota notou que ela fazia o sinal: primeiro, mostrando a palma da mão e colocando o polegar sobre ela, e em seguida fechando os outros quatro dedos por cima, como se estivesse aprisionando.

O sinal foi criado pela Fundação das Mulheres do Canadá, para que vítimas de violência doméstica pudessem pedir ajuda durante chamadas de vídeo, já que esse tipo de situação aumentou durante o isolamento causado pela pandemia da Covid-19 em diversos países.

Sinal contra a violência doméstica foi criado por uma fundação canadense em meio à pandemia

Sinal contra a violência doméstica foi criado por uma fundação canadense em meio à pandemia

Reprodução

Segundo a polícia, a adolescente aprendeu o gesto no TikTok e a pessoa que vinha no carro de trás seguiu o veículo onde ela estava por mais 11 quilômetros na estrada, enquanto informava o serviço de emergências sobre a localização.

Os investigadores afirmaram o suspeito, James Herbert Brick, que é conhecido da família da vítima, chegou a levá-la para a casa de parentes no estado de Ohio, ainda mais longe de Asheville, na Carolina do Norte, onde ela foi dada como desaparecida na última terça-feira.

"Não sabemos por quanto tempo ela fez o gesto para outros carros na estrada desde Ohio, esperando que outros motoristas notassem que ela estava em perigo, mas finalmente alguém reconheceu o gesto", disse o policial Gilbert Acciardo em entrevista à emissora local WYMT.

Últimas