Aquecimento Global
Internacional Junho foi o mais quente da história no mundo, diz agência dos EUA

Junho foi o mais quente da história no mundo, diz agência dos EUA

Foi o 14º mês seguido em que recordes de calor foram quebrados no mundo

Junho foi o mais quente da história no mundo, diz agência dos EUA

Este junho foi o 14º mês seguido em que recordes de temperatura foram quebrados

Este junho foi o 14º mês seguido em que recordes de temperatura foram quebrados

BBC Brasil

O mês passado foi o junho mais quente já registrado na história e o 14º mês seguido em que recordes de calor foram quebrados no mundo, de acordo com cientistas.

A temperatura global média nas superfíceis da terra e dos oceanos foi 0,9ºC acima da média do século 20, que é de 15,5ºC, informou o órgão responsável por medições nos EUA, NOAA (National Oceanic and Atmospheric Administration) em seu relatório mensal.

O órgão diz que as temperaturas globais dos oceanos estão alguns décimos mais altas que em junho do ano passado. Já as temperaturas terrestres estão semelhantes.

O órgão compara temperaturas desde 1880, há 137 anos.

ONU diz que 16 milhões de africanos podem passar fome por culpa do El Niño

Aquecimento global pode provocar 500 mil mortes adicionais até 2050

A maioria dos cientistas atribui o aumento das temperaturas à emissão de gases de efeito estufa.

Eles também dizem que a mudança climática é pelo menos parcialmente causada por diversos desastres ambientais pelo mundo.

A temperatura global média nas superfíceis da terra e dos oceanos foi 0,9ºC acima da média do século 20, que é de 15,5ºC, informou a NOAA em seu relatório mensal.

O ano passado foi o ano mais quente já registrado, superando 2014, que até então detinha este recorde.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!