Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Katy sim, Adele não: por que coroação de rei Charles não terá estrelas britânicas?

Monarca será coroado em 6 de maio, na Inglaterra, e evento contará com diferentes atrações, mas famosos são estrangeiros

Internacional|Do R7


Alguns americanos, como Katy, se apresentarão no evento, mas grandes estrelas britânicas decidiram não participar
Alguns americanos, como Katy, se apresentarão no evento, mas grandes estrelas britânicas decidiram não participar

Katy Perry, Lionel Ritchie e Andrea Bocelli encabeçam a lista de artistas que irão se apresentar no show para a coroação de Charles 3º em Londres em maio, anunciou nesta sexta-feira (14) a BBC, ao revelar os nomes das principais estrelas, nenhuma delas britânica.

O espetáculo eclético também contará com a presença da banda Take That e do compositor de música clássica Alexis Ffrench para um público esperado de 20 mil pessoas no castelo de Windsor, cerca de 40 km a oeste de Londres, um dia após a coroação de 6 de maio.

"O show celebrará um novo capítulo na história da nação, com temas de amor, respeito e otimismo, celebrando as quatro nações, suas comunidades e a Commonwealth", informou a BBC, que transmitirá o evento.

Haverá também um coral formado por membros de diferentes comunidades, incluindo socorristas, taxistas e bandas de reggae, além de um coral virtual formado por representantes da Commonwealth, aliança de nações integrada principalmente por ex-colônias britânicas.

Publicidade

O anúncio da programação confirma informações da imprensa de que grandes estrelas da música britânica, como Elton John, Adele, Ed Sheeran e Harry Styles não quiseram participar.

No ano passado, como motivo do 70º aniversário do reinado de Elizabeth II, bandas como Queen com Adam Lambert e Duran Duran, além de artistas como Alicia Keys e Rod Stewart se apresentaram no Palácio de Buckingham. Elton John gravou uma homenagem para a rainha.

Publicidade

A coração de Charles 3º, primeiro acontecimento deste tipo desde o de Elizabeth em 1953, não parece cativar os britânicos.

Leia também

Mais preocupado com a alta da inflação que provocou uma grave crise social, o país viveu recentemente o Jubileu de Elizabeth II, em junho do ano passado, e seu funeral, em setembro.

De acordo com uma pesquisa do YouGov publicada nesta sexta-feira, quase dois terços dos britânicos (64%) e 75% dos jovens não estão interessados na coroação, mas 46% dos entrevistados afirmaram que assistirão à transmissão ou a algumas das comemorações previstas.

A coroação propriamente dita, em 6 de maio, acontecerá na Abadia de Westminster diante de 2 mil convidados e deve ter duração de uma hora, em um formato modesto em comparação com a cerimônia para Elizabeth II (8 mil convidados e três horas de duração).

Diversos monarcas e líderes estrangeiros comparecerão, mas o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, será representado por sua esposa, Jill. Já o príncipe Harry, o filho mais novo de Charles 3º, envolvido em conflitos públicos com a família real, comparecerá sem sua esposa, Meghan Markle.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.