Coreia do Norte
Internacional Kim Jong-un teria medo de golpe militar durante reunião com EUA

Kim Jong-un teria medo de golpe militar durante reunião com EUA

Informação foi publicada por jornal americano. Na terça-feira (22), Donald Trump afirmou que cúpula de 12 de junho pode ser adiada ou cancelada

EUA e Coreia do Norte

Kim Jong-un tem medo de golpe militar

Kim Jong-un tem medo de golpe militar

KCNA/via REUTERS/18.05.2018

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, teria medo que uma viagem para Cingapura para se encontrar com o presidente americano Donald Trump resulte em um golpe militar ou outras tentativas internas de derrubá-lo. A informação foi publicada pelo jornal americano The Washington Post nesta terça-feira (22).

Em encontro com o presidente da Coreia do Sul Moon Jae-in, Trump afirmou nesta terça que há uma "chance substancial" de que a cúpula com Kim Jong-un — inicialmente marcada para o dia 12 de junho — seja adiada ou não aconteça.

Para o presidente dos Estados Unidos, a postura do líder norte-coreano mudou após sua segunda visita à China, ocorrida em 8 de maio.

Trump declarou, entretanto, que a segurança de Kim Jong-un será garantida caso o encontro aconteça e deu a entender  que a Coreia do Norte só teria a ganhar com as negociações.

"Eu acho que ele leva isso a sério. Eu acho que ele gostaria que isso (a desnuclearização) acontecesse. A Coreia do Norte tem chance de se tornar um grande país e não vai conseguir isso nas circunstâncias em que eles vivem hoje. Acho que eles deviam aproveitar essa oportunidade", disse o presidente dos EUA.

O papel da China

Após Trump ter sugerido que a reunião entre com Xi Jinping teria influenciado na mudança de postura do líder norte-coreano, o Ministro das Relações Exteriores chinês declarou nesta quarta-feira (23) que China desempenhou um papel positivo na península coreana e espera que a planejada cúpula entre os EUA e a Coréia do Norte possa avançar sem problemas.

    Access log