Internacional Kremlin rebate Biden e diz levar mudança climática 'a sério'

Kremlin rebate Biden e diz levar mudança climática 'a sério'

Presidente dos EUA afirmou que Putin enfrenta problemas climáticos muito sérios, mas permanece em silêncio

AFP
O presidente russo Vladimir Putin participa de uma sessão à margem da COP26, por teleconferência, em Moscou

O presidente russo Vladimir Putin participa de uma sessão à margem da COP26, por teleconferência, em Moscou

AFP - 02/11/2021

O Kremlin refutou nesta quarta-feira (3) as críticas do presidente americano, Joe Biden, sobre a ausência do presidente russo, Vladimir Putin, na cúpula mundial do clima em Glasgow e garantiu que Moscou leva o aquecimento global a sério. 

"Não estamos de acordo com as críticas de Biden", disse o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmando que as ações que a Rússia está tomando contra a mudança climática são "coerentes, ponderadas e sérias". 

Na última terça-feira (2), Biden denunciou a ausência de líderes da China e da Rússia na COP26 (26ª Conferência das Nações Unidas para a Mudança do Clima).

Nela, cerca de 100 países chegaram a um acordo para conter as emissões de metano, uma das principais fontes do aquecimento global. 

"Sua tundra está queimando, literalmente, sua tundra está queimando. Ele enfrenta problemas climáticos muito, muito sérios, mas está em silêncio", disse o presidente dos Estados Unidos sobre Putin. 

"A tundra queima, sim, mas não vamos nos esquecer que as florestas também queimam na Califórnia, na Turquia e em outras partes do mundo", rebateu Peskov nesta quarta-feira.

"É claro que não minimizamos a importância do que está acontecendo em Glasgow, mas as ações climáticas da Rússia não estão orientadas para este, ou aquele, acontecimento", frisou.

No mês passado, o Kremlin anunciou que Putin não compareceria à COP26, mas declarou que o clima era uma "prioridade" para a Rússia, um dos países mais poluentes do mundo.

Últimas